Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Política

As razões de Flávio Bolsonaro

O senador eleito pelo PSL disse que suas movimentações financeiras são todas declaradas

21 janeiro 2019 - 14h59Da redação

Em entrevista a uma emissora de TV, o senador eleito pelo PSL-RJ, Flávio Bolsonaro, explica sobre uma movimentação de R$ 1.016.839 referente a um título bancário da Caixa Econômica Federal para pagar apartamento comprado por ele na zona sul do Rio de Janeiro. A entrevista foi exibida na noite deste domingo (20) no Domingo Espetacular da Record TV. 

Para se defender das acusações do Conselho de Controle de Atividades Econômicas (Coaf) Bolsonaro cede entrevista e explica toda a movimentação realizada. Conforme o senador, ele realizou o pagamento das parcelas do imóvel a uma construtora em seguida ele quitou o restante da dívida direto com a Caixa, responsável pelo financiamento da obra. 

“Essa movimentação foi de um apartamento que eu comprei na planta, dessa forma o financiamento fica com a construtora. Quando é liberado o habite-se a Caixa pode fazer o financiamento e assim a gente busca o banco, pois lá se tem os juros menores”, explica Flávio.

“Dessa forma, a Caixa paga a dívida com a construtora e eu deixo de dever a ela [construtora], assim sendo, passo a ser devedor da Caixa. Então quem fez a operação foi o próprio banco”, acrescentou.

O senador explica que o mesmo imóvel foi vendido e assim ele recebeu uma quantia em dinheiro. Após a venda Flávio fez 48 depósitos, com valores de R$ 2 mil, para sua conta, movimentação feita no caixa eletrônico da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), local onde ele trabalhava. Flávio afirma que toda a movimentação foi declarada.

Para o senador, a movimentação levantada pelo Coaf como suspeita está mais que explicada. Ele disse ainda à equipe de TV que tudo está declarado que ela não tem nada a esconder. 

Coaf

A pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) fez um relatório onde apontou que o senador realizou uma movimentação atípica, de mais de um milhão, em sua conta. Para Flávio a culpa de tudo isso é do seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, que demorou a se posicionar sobre o relatório do Conselho. 

O senador também negou que tenha recebido parte de salário dos funcionários do seu gabinete.

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vídeos
Vídeo: Ministro da saúde elogia Campo Grande
Política
Vídeo: Tereza Cristina destaca inovação e tecnologia do agro brasileiro na Itália
Política
Kemp fecha acordo e se retrata nas redes sociais
Política
CPI da Covid: Diretor de empresa acusada de prescrever 'kit Covid' depõe nesta quinta
Política
Ministro Dias Toffoli participará de evento no TRE-MS na sexta
Política
Ex-mulher de Bolsonaro é convocada a depor na CPI da Pandemia
Política
Ministro defende aumento "modesto e moderado" para Bolsa Família
Política
Justiça autoriza condução coercitiva de depoente na CPI da Pandemia
Política
Ranking Pesquisas mostra avaliação do Governo MS em Dourados
Política
Para Temer, "presidencialismo no Brasil está esfarrapado"

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Corna arrasta 'Ruivinha' pelos cabelos após descobrir traição
Geral
Mãe lamenta morte de jovem que bateu em caçamba de entulhos
Geral
Abandonada por amigos em deserto, brasileira morre de fome e sede
Polícia
Idoso de 68 anos toma muito 'azulzinho' e morre em motel