Menu
Busca sexta, 18 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Política

Assembleia reconhece calamidade pública em Dois Irmãos do Buriti

Estado agora já tem 48 cidades declaradas nesta situação devido a pandemia

12 agosto 2020 - 15h09Flávio Veras, com informações da assessoria

Assembleia de Mato grosso do Sul reconheceu, nesta quarta-feira (12), situação de calamidade pública em Dois Irmãos do Buriti, devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Outras duas matérias foram aprovadas pelos deputados estaduais.  

O reconhecimento de calamidade será promulgado no Diário Oficial Eletrônico da Casa de Leis. Com este decreto, chega a 48 o número de municípios com o estado de calamidade decretado pela Casa de Leis. 

O reconhecimento do estado de calamidade pública é previsto no artigo 65 da Lei Complementar 101/2000, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e possibilita ao município abrir crédito extraordinário, remanejar, transferir e utilizar reserva de contingência, com o imediato conhecimento da Câmara de Vereadores, realizar contratação emergencial de pessoal, entre outras medidas de urgência. 

Segunda discussão 

Foi aprovado em segunda discussão, o Projeto de Lei 288/2019, de autoria do deputado e presidente Paulo Corrêa (PSDB), que institui o Dia do Voluntário no Estado de Mato Grosso do Sul, segue agora à sanção do Poder Executivo. 

 “Na qualidade de porta-voz da sociedade, a apresentação da presente proposição legislativa busca homenagear o altruísmo das pessoas solidárias às causas voluntárias, que geralmente demanda dispêndio gratuito de tempo, de trabalho, de energia, de amor e de talento em prol do próximo, da cidadania, do meio ambiente, do planeta e de lima sociedade mais justa e menos desigual”, afirmou o parlamentar, na justificativa do projeto. 

Também apreciado e aprovado em segunda discussão, o Projeto de Lei 291/2019, de autoria do deputado Evander Vendramini (PP), que institui a Semana de Sensibilização à Perda Gestacional, Neonatal e Infantil, ainda será votado em Redação Final, pois recebeu uma emenda substitutiva integral adicionada por seu autor, durante sua tramitação.  

A semana será celebrada anualmente na semana do dia 15 de outubro e tem o objetivo de dar visibilidade à problemática da perda gestacional e neonatal, contribuindo com a sensibilização do tema dignificando o sofrimento e dando voz às famílias, entre outras ações previstas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
OAB de MS não assinou apoio a presidente nacional
Política
Por unanimidade relatório de prosseguimento de impeachment de Wilson Witzel é aprovado
Política
Coronel David critica vídeo onde grupo joga futebol com "cabeça de Bolsonaro"
Política
Carlos e Eduardo Bolsonaro são intimados pela PF a depor sobre atos antidemocráticos
Política
Conheça os pré-candidatos à prefeitura, definidos em convenções
Política
Partidos têm até hoje para definir candidatos
Política
Adriane segue vice de Marquinhos para reeleição
Política
Soraya diz que não apoiará Trutis; deputado “agradece”
Política
Para enfrentar queimadas, Estado recebe 3,8 milhões
Política
Ex-prefeito diz que “nem podia roubar” por vergonha de assessor honesto

Mais Lidas

Geral
Confira a agenda de lives para esta sexta-feira
Geral
CRMV-MS traz veterinários que atuaram em Brumadinho para ajudar no combate ao incêndio do pantanal
Cidade
Após 20 anos vivendo na irregularidade, 215 famílias de Bodoquena receberão título de propriedade
Justiça
Espaço de eventos indenizará em R$ 20 mil casal por falta de água durante casamento