Menu
Busca terça, 25 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Política

Coronel David classifica como grave a situação na fronteira

Deputado conversou com o JD1 sobre a fuga em massa do presídio de Pedro Juan Caballero

22 janeiro 2020 - 07h22Jônathas Padilha

O deputado estadual Coronel David (PSL) falou nesta terça-feira (20) a sua opinião a respeito da fuga em massa do presídio de Pedro Juan Caballero e as consequências que isso pode trazer para a região. O parlamentar também relatou de ajudas federais e até mesmo internacionais para o cenário.

Sobre o caso o deputado classificou como grave. “Por duas razões: uma que o Estado, no caso, paraguaio, despendeu gastos na efetivação da investigação ou operação, e consequente, na prisão destes marginais. E que se perdeu de forma vergonhosa, por conta da corrupção de agentes públicos. A outra é que a liberdade destes criminosos irá afetar a sociedade novamente, com consequências danosas à segurança pública, pois, fazendo parte de uma organização criminosa, como noticiado, que eles se reorganizarão e cometerão atos criminosos novamente.”

Ainda falando da situação política e de segurança do Paraguai, o Coronel pontuou. “Isto implica um fortalecimento de ações repressivas visando à recaptura desses criminosos no Paraguai e também no Brasil.”

David sugeriu a intervenção de outros países em situações como esta. “Julgo que está na hora de termos um árbitro internacional (o nome não importa, o que importa é a função a ser feita), escolhido pelos governos dos países fronteiriços, que pudesse, num evento semelhante como esse, coordenar as ações e informações sobre os criminosos para buscar as suas capturas e frustrar atos criminosos. Sou policial e sei que informação neste momento é extremamente importante, porém precisa ser compartilhada e esse compartilhamento precisa necessariamente de confiança. Portanto, algo precisa ser feito neste sentido.”

No ano passado o deputado foi a Brasília, justamente levando essa como uma das questões. “Pretendo buscar junto ao Presidente a liberação dos recursos que foram destinados ao Estado para serem aplicados na fronteira, conforme pedido feito por mim a ele em março do ano passado, bem como a implementação do programa Sisfron do Exército, a inauguração do centro integrado de inteligência da região centro oeste no Mato Grosos do Sul para integramos de vez os órgãos de segurança pública no compartilhamento de informações e de ações preventivas e que levem mais segurança ao povo do nosso Estado.”

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Mais um assalto em condomínio, agora no Shalom
Política
Gleisi Hoffman se reúne com petistas em Campo Grande neste sábado
Política
Salineiro chama Cid Gomes de louco e diz que atirador “agiu certo”
Política
Assembleia - Lídio Lopes continua no comando da CCJ
Política
General Braga Netto é empossado por Bolsonaro na Casa Civil
Política
Tereza Cristina debaterá regularização fundiária no Senado
Polícia
Morador de rua é encontrado morto com perfuração na axila na capital
Política
Vereadores decidem nesta terça sobre o hino nacional nas escolas
Política
Reinaldo assina carta onde governadores cobram de Bolsonaro “equilíbrio e sensatez”
Política
Bolsonaro anuncia mudanças na Casa Civil e no Ministério da Cidadania

Mais Lidas

Cidade
Passarela do samba está pronta para o primeiro dia de desfile
Internacional
Competição mundial de natação é cancelada por coronavírus
Geral
Morte de Lanzarini causa comoção no mundo político
Brasil
"Está sob controle", diz Moro sobre situação no Ceará