Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Governo/Dengue
Política

Deputados devem votar dois projetos na sessão de hoje

Também devem ser apreciados dois vetos do governador Reinaldo Azambuja

20 novembro 2018 - 08h31Da Redação

Para a sessão ordinária desta terça-feira (20), estão previstas quatro matéiras para serem analisadas pelos deputados na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Em segunda discussão, devem ser votados dois projetos, um que obriga afixação de cartazes alertando sobre riscos de queimada e o outro que altera a redação do Estatuto dos Servidores Públicos do Poder Judiciário. Também devem ser apreciados dois vetos do governador Reinaldo Azambuja.

De autoria do deputado Maurício Picarelli, o Projeto de Lei (PL) 160/2018 dispõe sobre a afixação, em locais de grande circulação de pessoas, de cartazes informando o risco de queimadas na área urbana. A matéria tem pareceres favoráveis da Comissão de Meioo Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

“Os órgãos públicos ambientais alertam para o fato que, durante os meses de agosto e setembro, período de estiagem, é importantíssimo que enfrentemos o problema das queimadas, que, mesmo sendo nociva ao meio ambiente e à saúde, e proibida por lei, sendo considerada crime ambiental, essa prática continua sendo mantida, inadvertidamente, em nossas cidades”, afirma o parlamentar na justificativa do projeto.

Também em segunda votação, deve ser analisado o PL 157/2018, do Poder Judiciário. A proposta acrescenta dispositivo à Lei 3.310/2006, o Estatuto dos Servidores Públicos do Judiciário. O objetivo da mudança é “inserir a possibilidade legal de pagamento da Gratificação de Produtividade” ao servidor que atua na Central de Processamento Eletrônico (CPE), afirma a mensagem do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) à Casa de Leis. O projeto conta com pareceres favoráveis da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração e da Comissão de Finanças e Orçamento.

Os parlamentares devem ainda votar dois vetos totais do Executivo. O primeiro (Mensagem 47/2018) é relativo ao PL 108/2018, de autoria do Ministério Público (MPMS). Essa matéria dispõe sobre a revisão dos vencimentos-base dos servidores do MPMS. Já o segundo (Mensagem 50/2018) veta o PL 059/2019, do deputado Renato Câmara (MDB), que institui regras de priorização e especialização na tramitação de processos de licenciamento ambiental de loteamentos e empreendimentos em processo de regularização fundiária urbana.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Ibope - Gestão de Marquinhos tem 52% de aprovação e 16% de rejeição
Política
Projeto do marco legal das startups é encaminhado ao Congresso
Política
Presidente do TCE-MS é reeleito com unanimidade dos votos
Política
AO VIVO: O que Dagoberto quer fazer por Campo Grande?
Política
Onevan melhora da Covid, e é transferido para SP
Política
Marquinhos construirá mais 2,8 mil novas moradias
Política
Vídeo - Tereza Cristina declara apoio a Marquinhos
Política
Candidatos terão dia marcado por entrevistas nesta segunda
Política
Pescadores são multados em R$ 15 mil por crime ambiental
Política
Partidos e candidatos não consegue abertura de contas e recorrem ao Procon

Mais Lidas

Internacional
Jovem é presa tentando entrar com dinamite em presídio onde estão membros do PCC
Política
Ibope - Gestão de Marquinhos tem 52% de aprovação e 16% de rejeição
Política
Projeto do marco legal das startups é encaminhado ao Congresso
Vídeos
Vídeo: Motoqueiro cai e trânsito na Via Park fica congestionado