Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Política

Força Aérea poderá abater aviões hostis durante posse de Bolsonaro

Medida é inédita em posses presidenciais; palavra final caberá ao comandante da Aeronáutica

28 dezembro 2018 - 19h37Da redação com informações do Correio Braziliense

Michel Temer autorizou o abate de aeronaves que invadirem o espaço aéreo delimitado como área de segurança durante a posse de seu sucessor, Jair Bolsonaro.

Publicado hoje no Diário Oficial, o texto lista uma série de ações coercitivas que podem chegar a medidas de destruição, caso os aviões sejam classificados como “hostis”, aqueles que, por exemplo, não cumprirem as ordens das autoridades de defesa aeroespacial após terem sido classificados como suspeitos.

A palavra final caberá ao comandante da Aeronáutica. A medida é inédita em posses presidenciais.

Serão três áreas: vermelha, amarela e branca. Na vermelha, o sobrevoo será proibido, com exceção do helicóptero da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e da Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) da Força Aérea. Na amarela, que deve abarcar um raio de 46,3km, que inclui o Aeroporto Internacional de Brasília, será assegurado que nenhum voo comercial seja afetado. Já a área branca, considerada reservada, abrangerá um raio de 129,6km. Para sobrevoá-la, será necessário apenas o plano de voo.

O objetivo é combater eventuais ameaças à segurança durante a posse. As disposições do decreto entrarão em vigor a partir da zero hora de 1.º de janeiro e seguirão até à zero hora do dia 2.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Política
Mais quatro cidades de MS podem ter calamidade pública reconhecida
Política
PL das Fake News será votada no Senado na próxima semana
Política
Reinaldo aceita “Desafio do Leite”
Política
Celso de Mello rejeita pedido para apreender celular de Bolsonaro
Política
Jair Bolsonaro é filiado ao PT após dados vazados pelos Anonymous
Polícia
Fábio Trad usa as redes para apoiar manifestações de torcidas contra Bolsonaro
Política
Moro responde Bolsonaro: Desejava rebelião armada contra medidas sanitárias
Política
"Prefeitura prorrogará toque de recolher", diz Marquinhos
Política
Bolsonaro pede para apoiadores não irem à protesto contra o governo dia 7

Mais Lidas

Política
Moro ficará seis meses recebendo salário de ministro sem poder advogar
Cidade
Famílias do "Linhão" começam a ser reassentadas
Saúde
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS, diz SES
Internacional
Soldados do Exército paraguaio estão na fronteira para barrar entrada de brasileiros