Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Política

Alcolumbre arquiva “Lava Toga”

Segundo o presidente do Senado, não haviam assinaturas necessárias para abertura da comissão

11 fevereiro 2019 - 19h38Mauro Silva com R7

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) “Lava Toga”, que investigaria o Poder Judiciário, foi arquivada, na tarde desta terça (11), por determinação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Segundo ele, houve a necessidade do arquivamento devido algumas assinaturas que estavam faltando no requerimento de instalação.

De acordo com o site R7, o documento de instalação estava na pauta do dia, porém, não havia a quantidade de assinaturas necessárias para a abertura da comissão. No requerimento haviam 27 assinaturas, mas dois senadores retiraram o apoio.

“Estava na pauta da sessão de hoje, como não tinha as assinaturas eu determinei o arquivamento”, afirmou Alcolumbre.

De acordo com o senador, as assinaturas retiradas foram dos senadores Eduardo Gomes (SD-TO), e Tasso Jereissatti (PSDB-CE).

O requerimento que averiguaria a atuação dos tribunais superiores deu entrada e foi protocolado pelo senador Alessandro Vieira (PPS-SE).

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Juiz determina prisão de ex-presidente do Peru
Política
"Liberdade de imprensa é baluarte democrático", diz Simone
Política
Grupo que estuda PL Anticrime realizará mesa redonda
Política
Orro sinaliza candidatura da esposa à prefeitura de Aquidauana
Política
Orro cobra transparência da CCR MSVia sobre obras na BR-163
Política
Investigados pelo STF terão redes sociais e WhatsApp bloqueados
Política
Desempregados poderão cancelar serviços sem pagar multa contratual
Política
CCJ da Câmara debate parecer da reforma da Previdência
Política
Supremo censura “Crusoé” e MPF desmente denúncia da revista
Economia
Maia diz que reforma da Previdência deve passar pela CCJ esta semana

Mais Lidas

Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Polícia
Homem tem mãos decepadas, na fronteira
Polícia
Ex-radialista é morta com 24 facadas pelo sobrinho
Geral
“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária