Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Shows no Parque: Ofensa e bate-boca marcam discussão de emenda na Câmara

08 fevereiro 2011 - 14h30
O vereador Paulo Pedra (PDT) teve de ser interrompido diversas vezes pela Mesa Diretora no uso da palavra em sessão da Câmara de Campo Grande na manhã desta terça-feira (8), depois de dirigir ofensa a Ribeiro (PMDB). O oposicionista questionou a sanidade mental do colega porque o vereador - que mora nas proximidades do Parque de Exposições Laucídio Coelho - teria votado a favor da emergência na votação da emenda à Lei do Silêncio, o que pode permitir a inclusão da Expogrande no calendário de exceções. Em aparte, Ribeiro reagiu indignado e questionou Pedra pelo fato de ele também ter participado da reunião extraordinária, sem nada fazer para impedir que o projeto fosse enviado ao plenário em regime de urgência. O vereador do PMDB também ponderou sua postura em relação à proposta: "uma coisa é votar pela emergência, outra é ser a favor ou contra o projeto". Após o bate-boca, Pedra pediu à Mesa Diretora que retirasse a ofensa da ata. Fonte: Midia Max
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Barbosinha pede Colégio Militar em Dourados
Política
Hospitais poderão admitir a presença de doulas durante o parto
Política
Com 330 emendas, LOA 2020 segue para votação na Câmara
Política
Bretas nega pedido de Temer de viajar à Espanha
Política
Bolsonaro afirma possibilidade de liderar o novo partido
Política
Bruno Covas retorna atividades na sede da prefeitura de SP após receber alta
Política
Membros da CPI da Energisa já foram definidos
Política
Acontece neste domingo protesto contra ministros do STF na capital
Política
Pró-Morales já registra oito mortos em protestos
Política
PSC Jovem realiza 1º seminário político em MS

Mais Lidas

Polícia
Aos 84 anos, "vovó" é presa dirigindo bêbada após sair de baile
Polícia
Jovem morre fuzilado e mulher é ferida por estilhaços
Polícia
Jovem motociclista morre após bater em meio-fio e ser arremessado em rio
Geral
Ingrid está desaparecida há mais de 20 dias e mãe faz apelo