Menu
Menu
Busca terça, 28 de maio de 2024
Secovi
Saúde

Anvisa comprova segurança da vacina bivalente contra a Covid

Validade do imunizante foi ampliada de 12 meses para 18 meses

17 março 2023 - 10h52Taynara Menezes - Da Agência Brasil

A Agência Nacional de  Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota nesta sexta-feira (17) atestando que as vacinas bivalentes BA.1 e BA.4/BA.5 contra a covid-19, produzidas pela empresa Pfizer, estão dentro do prazo de validade e podem ser utilizadas com segurança. A Anvisa ainda destaca que os imunizantes podem ser utilizados dentro do prazo de 18 meses, a partir da data de fabricação dos produtos.

"Anteriormente aprovadas para uso em até 12 meses, essas vacinas passaram por um rigoroso processo de avaliação técnica da Agência de estudos de estabilidade, antes da aprovação da ampliação do prazo de validade", diz a nota.  

A avaliação dos dados dos estudos demonstrou ainda, segundo a Anvisa, não haver alteração nas especificações de qualidade das vacinas no período adicional ao prazo anteriormente autorizado. 

“As vacinas são seguras, eficazes e podem ser utilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, conforme os estudos de estabilidade avaliados e aprovados pela Agência”, garante a diretora Meiruze Sousa Freitas.  

Sobre a ampliação do prazo de validade, a Anvisa ressalta que ela é permitida mediante medidas de comunicação e de rastreabilidade dos lotes, adotadas pela Pfizer. Entre essas medidas está a inclusão, no portal eletrônico da Pfizer e no portal eletrônico Comirnaty Education, da listagem de todos os lotes disponíveis no Brasil e dos seus respectivos prazos de validade, para consulta dos cidadãos e profissionais de saúde envolvidos na aplicação das vacinas. Os cuidados de conservação não sofreram alterações.

Variantes

As vacinas bivalentes da Pfizer oferecem proteção contra a variante original do vírus causador da Covid-19 e contra as cepas que surgiram posteriormente, incluindo a Ômicron, variante de preocupação no momento.

Essas vacinas foram autorizadas para uso como dose de reforço na população a partir de 12 anos. A Anvisa reforça que a imunização continua sendo essencial no combate à covid-19, especialmente na prevenção de casos graves e mortes.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vai um cafezinho? Pesquisa mostrou que tomar bebida pode proteger contra Parkinson
Saúde
Vai um cafezinho? Pesquisa mostrou que tomar bebida pode proteger contra Parkinson
Campanha nacional de vacinação contra a pólio começa nesta segunda-feira
Saúde
Campanha nacional de vacinação contra a pólio começa nesta segunda-feira
Parte da população brasileira deverá receber dose da vacina contra a Covid-19
Saúde
Saúde lança nova campanha de vacinação contra covid-19
Escala médica
Saúde
Plantão UPAs: Confira a escala médica nas unidades da Capital neste sábado
Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal
Saúde
Moraes suspende processos baseados em resolução contra aborto do CFM
Dengue: Brasil já registra 3 mil mortes pela doença neste ano
Saúde
Dengue: Brasil já registra 3 mil mortes pela doença neste ano
Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras arboviroses, como zika e chikungunya
Saúde
Dengue: MS tem mais de 9 mil casos confirmados neste ano
Casos e mortes por SRAG continuam a subir em MS
Saúde
Casos e mortes por SRAG continuam a subir em MS
Campo Grande já registrou mais de 14 mil casos de Síndrome Gripal
Saúde
Campo Grande já registrou mais de 14 mil casos de Síndrome Gripal
Mortes estão acontecendo após enchentes no RS
Saúde
Rio Grande do Sul confirma mais duas mortes por leptospirose

Mais Lidas

Waldeli dos Santos Rosa -
Política
Ex-prefeito é condenado por espalhar "Deep Fake" em Costa Rica
Vítima morreu ainda no local
Polícia
Homem é morto a tiros após jogar salgado em dono de lanchonete
Campo Grande amanhece encoberta de névoa
Clima
Campo Grande amanhece com neblina e frio ganha novo aliado nesta segunda
Delegadas Elaine Benicasa e Analu Lacerda deram detalhes sobre o crime de Amalha Mariano
Polícia
Nova versão: Caminhoneiro matou corretora após discussão em caso extraconjugal