Menu
Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2024
Secovi
Saúde

Baldes, pneus e tambores ainda lideram ranking de maior foco da dengue na Capital

Relatório aponta 392 focos do Aedes aegypti em materiais passíveis de descarte

19 janeiro 2023 - 17h11Brenda Leitte

Baldes, pneus e tambores estão entre os objetos onde o maior número de focos do mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya foram encontrados, de acordo com o mais recente Levantamento Rápido de Infestação (LiRaa) realizado  pela Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV), da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande.

Conforme o relatório, foram identificados 392 focos do Aedes aegypti em materiais inservíveis, ou seja, passíveis de descarte, e em locais de uso comum e contínuo, mas que por não receberem os devidos cuidados, se tornam potenciais criadouros do mosquito.

O balde doméstico (recipiente plástico)  apareceu em primeiro do ranking de predominância, superando os pneus, que até então eram tidos como vilões.  Durante as vistorias dos agentes, foram encontrados 66 focos nestes locais, o que representa 16.84% da parcela total de focos.

O secretário municipal de Saúde,  Dr. Sandro Benites, destaca que os dados servem de alerta para que a população fique atenta e faça o descarte correto destes materiais, diminuindo assim os riscos de contrair as doenças transmitidas pelo mosquito.

“É necessário que a população faça a sua parte.  É preciso que faça o descarte adequado destes objetos e evitem deixar recipientes, como piscinas e caixas d`água abertas e sem a devida vedação”, diz.

A lista de criadouros em potencial segue com pneus, com predominância de 13.52% dos focos, seguidos de: tambor (9.18%); pote (8.42%); caixa d’agua (7.65%); vaso de planta (5.87%); prato de planta (4.08%); piscina (3.83%), lata (3.32%), entre outros.  Confira a relação completa clicando aqui.

Mosquito Zero

Desde novembro do ano passado, a Sesau tem intensificado as ações de combate ao mosquito, através da realização da campanha "Operação Mosquito Zero", que vai percorrer as sete regiões urbanas do Município, com ações de vistoria, manejo e orientação. A campanha chegou nesta semana a sua quarta etapa na região do Prosa. A previsão é de que as ações sejam realizadas até o fim do mês de fevereiro

Do dia 01 a 19 de janeiro foram notificados 162 casos de dengue em Campo Grande. Em todo o ano passado, foram confirmados 8.234 casos confirmados e sete óbitos provocados pela doença.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinação nas escolas
Saúde
Projeto de vacinação nas escolas públicas vai à sanção presidencial
Teste de HIV em Campo Grande
Saúde
Campanha oferece voucher de R$ 50 para quem fizer teste de HIV na Capital
Durante o ano de 2024, o registro atinge 65 mortes até o momento
Saúde
Covid-19: MS registra 24 novos casos confirmados da doença, mas segue sem mortes
Síndromes gripais nas unidades de saúde da Capital
Saúde
Com 16 vítimas até agora, mortes por gripe 'tipo A' crescem na Capital
Complexo de Saúde do Aero Rancho -
Saúde
Prefeitura fecha contrato para reforma do Complexo de Saúde do Aero Rancho
UPA Coronel Antonino
Saúde
Plantão UPAs: Confira escala médica deste sábado em Campo Grande
Imagem Ilustrativa
Saúde
'Sangue LGBTQIA+ Salva Vidas': Hemosul funciona até as 17h neste sábado
Dr. Guilherme Bittner
Saúde
JD1TV: Mudanças climáticas podem causar problemas crônicos na pele, diz dermatologista
Saúde e Bem Estar acontecerá no 1º Congresso Nacional Tatiana Salazar
Saúde
Saúde e Bem-Estar acompanha congresso de odontologia nesta sexta
Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras arboviroses, como zika e chikungunya
Saúde
Dengue em MS: número de casos confirmados da doença chega a 8,6 mil

Mais Lidas

Amalha era corretora de imóveis
Polícia
Mulher encontrada morta no Porto Seco era corretora de imóveis
Rapper morr3 após atirar na cabeç4 ao gravar vídeo; assista
Geral
Rapper morr3 após atirar na cabeç4 ao gravar vídeo; assista
Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora assassinada iria encontrar 'ex-paquera' para cobrar dívida de R$ 20 mil
O motociclista foi carbonizado durante a colisão
Polícia
Pneu estourado teria causado acidente que matou motociclista carbonizado na BR-163