Menu
Menu
Busca terça, 28 de maio de 2024
Secovi
Saúde

Dengue em MS: número de casos confirmados da doença chega a 8,6 mil

Em 2024, o Estado já registrou 18 mortes; 15 ainda seguem em investigação

16 maio 2024 - 14h26Brenda Leitte

Mato Grosso do Sul já registrou 18.294 casos prováveis de dengue, sendo 8.677 casos confirmados, somente em 2024. Esses dados foram apresentados no boletim referente à 19ª semana epidemiológica, divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) nesta quinta-feira (16). Segundo ainda o documento, 18 mortes foram confirmados em decorrência da doença e outros 15 ainda estão em investigação.

Conforme registros do período, nos últimos 14 dias o município Juti lidera o ranking das cidades com alta incidência da doença em MS, seguido por Figueirão, Itaquiraí, Laguna Carapã, Antônio João, Iguatemi, Naviraí, Rio Negro, Brasilândia, Vicentina e Caracol.

Já as mortes registradas ocorreram nos municípios de Maracaju, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Dourados, Laguna Carapã, Naviraí, Sete Quedas, Amambai, Paranhos e Ponta Porã. Entre as vítimas, 9 delas possuíam algum tipo de comorbidade.

Vacinação

Ainda conforme o boletim, 45.369 doses do imunizante já foram aplicadas na população-alvo. Ao todo, Mato Grosso do Sul já recebeu do Ministério da Saúde 101.619 doses do imunizante contra a dengue. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses.

Atualmente a vacinação contra a dengue é recomendada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, 11 meses e 29 dias de idade, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue, dentro do quadro de crianças e adolescentes de 6 a 16 anos de idade.

Chikungunya

Em relação à Chikungunya, o Estado já registrou 4.571 casos prováveis, sendo 552 confirmados. Não há mortes registradas. Segundo dados do período compreendido entre a semana epidemiológica 18 até a semana epidemiológica 19, Antônio João apresenta alta incidência da doença, seguido por Figueirão, Itaquiraí, Iguatemi, Rio Negro e Vicentina.

A SES alerta que as pessoas devem evitar a automedicação. Em caso de sintomas de dengue ou Chikungunya, a recomendação é procurar uma unidade de saúde do município.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vai um cafezinho? Pesquisa mostrou que tomar bebida pode proteger contra Parkinson
Saúde
Vai um cafezinho? Pesquisa mostrou que tomar bebida pode proteger contra Parkinson
Campanha nacional de vacinação contra a pólio começa nesta segunda-feira
Saúde
Campanha nacional de vacinação contra a pólio começa nesta segunda-feira
Parte da população brasileira deverá receber dose da vacina contra a Covid-19
Saúde
Saúde lança nova campanha de vacinação contra covid-19
Escala médica
Saúde
Plantão UPAs: Confira a escala médica nas unidades da Capital neste sábado
Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal
Saúde
Moraes suspende processos baseados em resolução contra aborto do CFM
Dengue: Brasil já registra 3 mil mortes pela doença neste ano
Saúde
Dengue: Brasil já registra 3 mil mortes pela doença neste ano
Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras arboviroses, como zika e chikungunya
Saúde
Dengue: MS tem mais de 9 mil casos confirmados neste ano
Casos e mortes por SRAG continuam a subir em MS
Saúde
Casos e mortes por SRAG continuam a subir em MS
Campo Grande já registrou mais de 14 mil casos de Síndrome Gripal
Saúde
Campo Grande já registrou mais de 14 mil casos de Síndrome Gripal
Mortes estão acontecendo após enchentes no RS
Saúde
Rio Grande do Sul confirma mais duas mortes por leptospirose

Mais Lidas

Waldeli dos Santos Rosa -
Política
Ex-prefeito é condenado por espalhar "Deep Fake" em Costa Rica
Vítima morreu ainda no local
Polícia
Homem é morto a tiros após jogar salgado em dono de lanchonete
Campo Grande amanhece encoberta de névoa
Clima
Campo Grande amanhece com neblina e frio ganha novo aliado nesta segunda
Delegadas Elaine Benicasa e Analu Lacerda deram detalhes sobre o crime de Amalha Mariano
Polícia
Nova versão: Caminhoneiro matou corretora após discussão em caso extraconjugal