Menu
Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2024
Governo - Vazio sanitario Jun24
Saúde

Dengue: MS registra 9,8 mil casos confirmados de dengue em 2024

Segundo boletim da SES atualizado, 15 mortes ainda seguem em investigação

29 maio 2024 - 18h00Brenda Leitte

Mato Grosso do Sul já registrou 19.957 casos prováveis de Dengue, sendo 9.864 casos confirmados em 2024, de acordo com dados do boletim da 21ª semana epidemiológica divulgado nesta quinta-feira (23). Segundo o levantamento, 19 mortes foram confirmadas em decorrência da doença e outras 15 ainda estão em investigação.

Nos últimos 14 dias, Japorã lidera o ranking dos municípios com alta incidência da doença seguido Itaquiraí.

Já as mortes registradas ocorreram nos municípios de Maracaju, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Dourados, Laguna Carapã, Naviraí, Sete Quedas, Amambai, Paranhos e Ponta Porã. Entre as vítimas, 9 delas possuíam algum tipo de comorbidade.

Vacinação

Ainda conforme o boletim, 47.609 doses do imunizante já foram aplicadas na população-alvo para a vacinação. Ao todo, Mato Grosso do Sul já recebeu do Ministério da Saúde 101.619 doses do imunizante contra a dengue. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre as doses.

A vacinação contra a dengue é recomendada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, 11 meses e 29 dias de idade, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue, dentro do quadro de crianças e adolescentes de 6 a 16 anos de idade.

Chikungunya

Em relação à Chikungunya, o Estado já registrou 4.909 casos prováveis, sendo 600 confirmados. Não há óbitos registrados. Segundo dados do período compreendido entre a semana epidemiológica 20 até a semana epidemiológica 21, Antônio João apresenta alta incidência da doença seguido por Iguatemi, Jaraguari, Mundo Novo, Costa Rica, Amambai, Sete Quedas, Camapuã, Tacuru, Caarapó, Itaquiraí, Paranhos, Vicentina, Dois Irmãos do Buriti, Eldorado, Sidrolândia, Bodoquena, Douradina, Angélica, Maracaju, Batayporã, Ponta Porã e Anastácio.

A SES alerta que as pessoas devem evitar a automedicação. Em caso de sintomas de dengue ou Chikungunya, a recomendação é procurar uma unidade de saúde do município.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mercados têm plantão de vacinação contra a pólio, gripe e Covid-19 neste sábado (15)
Saúde
Mercados têm plantão de vacinação contra a pólio, gripe e Covid-19 neste sábado (15)
Plantão UPAs: Confira escala médica deste sábado na Capital
Saúde
Plantão UPAs: Confira escala médica deste sábado na Capital
Secretaria de Saúde de MS registra primeiro caso
Saúde
Campo Grande não tem foco de transmissor de Febre Oropouche, assegura Sesau
Município de Água Clara
Saúde
MS investe R$ 23 milhões na construção do Hospital Municipal de Água Clara
Foto: Arquivo Gov.MS
Saúde
Hospital Municipal de Água Clara será construído com investimento de R$ 23 milhões
Saúde e Bem-Estar receberá o Dr. Eduardo Kawano da Unimed CG
Saúde
Saúde e Bem-Estar receberá o Dr. Eduardo Kawano da Unimed CG
Campo-grandense é o primeiro caso de febre oropouche em MS
Saúde
Campo-grandense é o primeiro caso de febre oropouche em MS
Deputado Estadual Coronel David (PL)
Política
Coronel David pede por melhorias na UTI neonatal da Maternidade Cândido Mariano
Prefeita Adriane Lopes durante assinatura de Ordem de Serviço
Saúde
Adriane assina Ordem do Serviço para construção da USF Parati
Bora prevenir! Vacinação contra poliomielite segue até sexta-feira em MS
Saúde
Bora prevenir! Vacinação contra poliomielite segue até sexta-feira em MS

Mais Lidas

IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
Polícia
IMAGENS FORTES: mulher morre após ser devorada por rottweilers em casa de prostituição
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
Internacional
JD1TV: Jovens morrem ao caírem de 12 metros de altura enquanto esperavam show em boate
À polícia, homem contou que disparo foi acidental, versão que é contestada por amigos da vítima
Polícia
Homem que deu tiro na cabeça de esposa passou em bar antes de voltar para local do crime
Vítima, que era pessoa com deficiência, não tinha família na Capital e era próxima dos vizinhos
Polícia
Marido de mulher baleada na cabeça já havia quebrado perna da vítima