Menu
Busca sábado, 28 de janeiro de 2023
(67) 99647-9098
Governo - Dengue Jan22
Saúde

Dezembro vermelho inicia com ações de prevenção e diagnóstico ao HIV

A temática deste ano é  "Vencendo o Preconceito I=I"

01 dezembro 2022 - 11h29Taynara Menezes

O Dia Mundial de Combate à Aids é celebrado nesta quinta-feira (1°) no Brasil desde 1988. Dando inicio a Campanha de Prevenção ao HIV/Aids, Dezembro Vermelho, que busca reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico do HIV. A temática deste ano é  “Vencendo o Preconceito I=I”.

A iniciativa é para alertar a população sexualmente ativa, especificamente a população na faixa etária entre 15 e 49 anos para uso do preservativo, que é o principal método e o mais eficaz para prevenir o aumento de novas infecções, além de ações de testagem, pré e pós aconselhamento e distribuição de material informativo. 

Conforme a Sesau, a meta é alcançar 3 mil pessoas durante o mês de dezembro, a partir de um cronograma de  atividades como a realização de testes rápidos de HIV/AIDS, distribuição de materiais informativos e insumos para a população em geral com continuidade das atividades de testagem rápidas nas unidades básicas e de saúde da família mesmo após o término da campanha.

Programação 

A abertura da campanha Dezembro Vermelho ocorreu nesta quarta-feira (30) na UBS Caiçara com roda de conversa com profissionais de saúde e população. Hoje (1), ocorre a divulgação sobre a PrEP na UBS 26 de Agosto.

A programação segue com ações extramuro a serem realizadas nos dias 03, 04, 10, 11 e 17 no Centro Comercial Popular (Camelódromo), região central de Campo Grande,  com a oferta de testes rápidos de HIV, HCV, HBV e Sífilis.

Nos dias 06 e 07 de dezembro, Campo Grande irá sediar o 1º Seminário de Integração da Rede do Cuidado da PVHA em Mato Grosso do Sul no auditório do LAC, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O evento deve contar com a participação de profissionais dos diversos setores da Sesau e de instituições parceiras.

Atendimento 

Em Campo Grande qualquer unidade básica pode realizar atendimento da Pessoa Vivendo com HIV/Aids (PVHA) desde que apresente os seguintes critérios: Diagnóstico novo de HIV; Contagem de linfócitos T CD4 + ACIMA de 350 cel/mm³; Ausência de comorbidades associadas à imunodeficiência.

Para o cuidado das pessoas com Aids Avançada, estes devem ser acompanhados nos Serviços de Especialidade (CEDIP-Nova Bahia, HUMAP-Hospital Dia Esterina Corsini e Centro de Testagem e Aconselhamento).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Ação itinerante conta com vacinação em shopping neste fim de semana
Saúde
UPAs atendem com 12 pediatras pela manhã e 22 à noite neste sábado
Saúde
Para Fiocruz, 'Mpox' ainda é problema de saúde pública
Saúde
Filho pede "socorro" ao presenciar o pai amarrado em maca de UPA na Capital
Saúde
Shopping Norte Sul Plaza vira ponto de vacinação da covid neste fim de semana
Saúde
Covid: MS tem 986 novos casos, mas apresenta melhora ao longo das semanas
Saúde
Covid: MS completa dois anos de vacinação com 6 milhões de doses aplicadas
Saúde
Confira como está a escala de plantão nas UPAs e CRS's da Capital
Saúde
SUS recebe inscrições para voluntários em território yanomami; Saiba mais
Saúde
Covid: estudo revela mais mortes em gestantes e puérperas

Mais Lidas

Brasil
Anitta vira assunto ao ter cenas íntimas vazadas na internet; assista
Polícia
Criança morta com bexiga tinha 7 meses e brincava na sala de casa
Polícia
Mãe ficou 'tranquila' com filha morta em UPA; criança já tinha ido 30 vezes ao hospital
Geral
JD1TV: Policial agride advogada dentro de delegacia da Capital