Menu
Busca quinta, 27 de janeiro de 2022
(67) 99647-9098
Sebrae - Evento 50 + 50
Saúde

Interior vai receber cirurgias que só eram realizadas na Capital, diz Riedel

Anúncio foi feito durante lançamento da Caravana da Saúde com os projetos "Examina MS" e "Opera MS"

02 dezembro 2021 - 16h05Pedro Molina e Méri Oliveira

Durante evento que lança Caravana de Saúde, nesta quinta-feira (2), o governador Reinaldo Azambuja respondeu algumas dúvidas e perguntas sobre o projeto que visa atender todos os municípios de Mato Grosso do Sul.

Quando perguntado sobre a motivação da adoção deste modelo da Caravana da Saúde, o governador disse que o modelo foi pensando devido, principalmente, por conta da suspensão da caravana durante a pandemia que teve início em 2020 e continuou durante o ano de 2021, e pela maneira como ela afetou cirurgias eletivas para dar prioridade aos pacientes de covid.

Enquanto ao objetivo, ele é diminuir em grande quantidade a fila de cirurgias e exames de Mato Grosso do Sul, e se possível, até mesmo zerar as cirurgias eletivas do estado.

O projeto respeitará a ordem que atualmente é adotada pelo SUS, que seria a ordem de chegada, com os pacientes que está há mais tempo na fila sendo os primeiros a serem atendidos.

Eduardo Riedel, atual Secretário de Infraestrutura do Estado explicou a necessidade desta caravana, já que ela levará para o interior do estado especialista para cirurgias que só eram realizadas na Capital.

“Olha, é uma iniciativa absolutamente necessária depois da pandemia. Vamos lembrar que na primeira caravana existia uma fila que a gente buscou sanar no Estado, e ao longo do ano de 2020, 21, com a covid, nós criamos também uma situação de espera em várias modalidades, principalmente eletivas, que tiveram que aguardar por conta de toda a pressão nos hospitais”, comentou.

“A gente tomou a decisão num modelo diferente, até pelo aprendizado que houve, de fazer a segunda caravana agora para mais de 70 mil cirurgias, poder zerar novamente a fila dessas eletivas, então, já começou na verdade, já tá rodando, o governou aportou mais de 120 milhões de reais no estado todo em hospitais públicos e privados, para que a gente possa cobrir esse déficit gerado na pandemia do covid”, completou Riedel.

Além disso, disse que todos os tipos de exames serão realizados. “Todo tipo de exame, várias modalidades vão ser realizados na caravana, aí cada município tem sua regulação. O objetivo do estado é poder zerar essas filas nas várias modalidades que a caravana vai atuar, para que tenha não só exames, mas também intervenções e cirurgias, e nossa expectativa é que no inicio do ano agora ande bastante para a gente sanar essa fila”, finalizou.

Dado o projeto inovador, o governador Reinaldo Azambuja receberá ainda hoje uma homenagem dos 79 prefeitos do estado.

Senar - Jan22

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Dispensa de licitação para transportar doses é questionada pela AGU
Saúde
Argentina desobriga teste PCR para brasileiros vacinados
Saúde
Hospital do Pênfigo instala mais 10 leitos de UTI-Covid
Saúde
Fiocruz aponta piora na ocupação de leitos de UTI por Covid em MS
Saúde
MS bate mais de 3 mil casos de Covid-19 pelo segundo dia consecutivo
Saúde
Anvisa irá analisar informações do Ministério da Saúde sobre autotestes de Covid
Saúde
Quadro de clínico geral é completo em todas as UPAs da capital nesta quarta
Saúde
Capital vacina adultos e crianças de 6 anos nesta quarta-feira
Saúde
Saúde diz que excluirá tabela de documento sobre cloroquina
Saúde
Estado recebe mais 59.620 doses de vacinas pediátricas

Mais Lidas

Polícia
Homem passa mal e morre na casa da mãe
Polícia
Irmãos matam pai a pauladas por acharem que ele matou a mãe deles
Comportamento
Murilo abre mão de bens na divisão do patrimônio de Marília, diz colunista
Polícia
Homem esfaqueado no peito pela esposa no Noroeste morre no hospital