Menu
Menu
Busca quinta, 13 de junho de 2024
Prefeitura Refis Junho24
Saúde

Projeto de vacinação nas escolas públicas vai à sanção presidencial

O material foi aprovado pelo Senado nessa terça-feira (21)

22 maio 2024 - 15h03Brenda Leitte, com Agência Brasil    atualizado em 22/05/2024 às 15h04

O projeto de lei que cria o 'Programa Nacional de Vacinação nas Escolas Públicas' foi aprovado pelo Senado por votação simbólica nessa terça-feira (21), e agora segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com objetivo de aumentar a cobertura vacinal de crianças no país, a medida determina que todas as escolas públicas, ou que obtêm recursos públicos, devem receber equipes de saúde para vacinação.

As escolas privadas também podem participar, basta manifestar interesse ao sistema de saúde local. De acordo com o relator da matéria, o senador Marcelo Castro (MDB-PI), a nova medida é necessária devido à queda na cobertura vacinal infantil no país.

“A vacinação infantil no país sofreu queda brusca de quase 20%, o que colocou o Brasil entre os 10 países com menor cobertura vacinal do mundo”, escreveu Castro no relatório, citando dados do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

O programa determina que as equipes de saúde locais devem ir às escolas para imunizar as crianças matriculadas nos ensinos infantil e fundamental, oferecendo as vacinas previstas para cada idade. As datas das campanhas nas escolas devem ser divulgadas com antecedência.

O projeto também prevê a ampliação da imunização para jovens não matriculados e adultos da comunidade, conforme a disponibilidade de vacinas. Já o artigo 4º determina que as escolas devem enviar uma lista de alunos não vacinados à unidade de saúde e notificar os pais, ou responsáveis, para visitarem uma unidade de saúde; se não comparecerem em 30 dias, visitas domiciliares podem ser realizadas.

Senadores da oposição, a exemplo de Damares Alves (Republicanos/DF), Eduardo Girão (Novo-CE), e Rogério Marinho (PL-RN), criticaram esse artigo, justificando que isso obrigaria a vacinação das crianças. Para o relator, o projeto não impõe a obrigatoriedade, mas promove a conscientização da família para importância da imunização de crianças.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo-grandense é o primeiro caso de febre oropouche em MS
Saúde
Campo-grandense é o primeiro caso de febre oropouche em MS
Deputado Estadual Coronel David (PL)
Política
Coronel David pede por melhorias na UTI neonatal da Maternidade Cândido Mariano
Prefeita Adriane Lopes durante assinatura de Ordem de Serviço
Saúde
Adriane assina Ordem do Serviço para construção da USF Parati
Bora prevenir! Vacinação contra poliomielite segue até sexta-feira em MS
Saúde
Bora prevenir! Vacinação contra poliomielite segue até sexta-feira em MS
O anúncio foi feito durante a celebração do 57º aniversário da APAE nessa segunda-feira (10)
Saúde
MS investe R$ 7 milhões em novo Hospital da Criança e do Adolescente com Deficiência
MS confirma nova morte por Covid
Saúde
MS confirma nova morte por Covid
Queima prescrita é técnica utilizada para anteceder os incêndios e evitar grandes danos
Saúde
MS suspende queima controlada; técnica é usada para prevenir incêndios
Carteira de Trabalho
Saúde
200 vagas! 'Emprega CG no Seu Bairro' estará na Comunidade Homex nesta quarta
Termina hoje período de inscrições para segunda etapa do Revalida
Saúde
Termina hoje período de inscrições para segunda etapa do Revalida
Revalida será aplicado nesse ano
Saúde
Inscrições para a segunda etapa do Revalida terminam nesta terça-feira

Mais Lidas

Sexta-feira não será feriadão
Geral
Sexta-feira não será feriadão
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Justiça bloqueia bens de 19 pessoas e 9 empresas na operação Tromper; veja lista
Rua 14 de Julho
Geral
Abre e fecha de Santo Antônio: Confira o que funciona na Capital no feriado
 O baterista Doug "Cosmo" Clifford (de chapéu), o baixista Stu Cook (de óculos), da formação original, e os músicos da banda Credence Crearwater Revisited
Geral
Creedence Clearwater é confirmado em novembro na Capital