Menu
Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2024
Saúde

Vacinação contra dengue é ampliada para adolescentes de até 14 anos em MS

No entanto, em Campo Grande a faixa etária ainda não será ampliada; entenda

26 fevereiro 2024 - 15h39Brenda Leitte

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) publicou uma portaria que permite a ampliação da vacinação contra dengue para adolescentes de até 14 anos em todo Mato Grosso do Sul. Entretanto, a imunização depende do estoque de doses em cada município. Com isso, em Campo Grande a vacinação ainda não será ampliada.

Segundo a Sesau (Ssecretaria de Saúde da capital), o aumento do calendário depende do envio de novas doses pelo Ministério da Saúde.

No último fim de semana, a Capital bateu a marca de 3 mil imunizados contra a doença, na faixa-etária de 10 a 11 anos.

Já Corumbá, a vacinação contra dengue deve começar nesta segunda-feira (26). Em Itaporã, região sul do Estado, a imunização para adolescentes de até 14 anos começou no sábado (24); Na região de fronteira, em Ponta Porã, a vacinação para nova faixa-etária começa hoje (26).

Conforme a portaria da SES publicada nesta segunda-feira (26), a ampliação da faixa-etária considera "os principais problemas de saúde pública para direcionar os esforços e recursos na produção de imunobiológicos que terão grande impacto na carga de doenças e, consequentemente, na qualidade de vida da população".

Desde o início da imunização no Brasil, o Ministério da Saúde preconizava a vacinação de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Porém, o escalonamento das idades foi adotado como estratégia, diante da baixa disponibilidade de doses.

Agora, a medida estadual libera a ampliação para mais pessoas. Em Campo Grande, são 78 mil crianças e adolescentes de 10 a 14 anos.

Vacina Qdenga

A Qdenga (TAK-003) é um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro do imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023.

A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue. O imunizante é aplicado em um esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.A

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fumacê
Saúde
Fumacê passa pelo Los Anges e Seminário nesta quarta-feira
Aedes aegypti, mosquito causador da dengue e de outras arboviroses, como zika e chikungunya
Saúde
Chega a 15 o número de mortes por dengue em MS este ano
Teste Covid-19
Saúde
Covid-19: MS confirma 29 novos casos da doença em uma semana
Médicos
Saúde
Confira a escala médica nas UPAs da Capital neste domingo
Cigarro eletrônico
Saúde
Por unanimidade, Anvisa mantém proibição de cigarros eletrônicos
Plantão de vacinação
Saúde
Shopping Bosque dos Ipês tem plantão de vacinação neste sábado
Veja a escala médica na UPA mais próxima de você neste sábado
Saúde
Veja a escala médica na UPA mais próxima de você neste sábado
Anvisa forma maioria e mantém proibição dos cigarros eletrônicos no Brasil
Saúde
Anvisa forma maioria e mantém proibição dos cigarros eletrônicos no Brasil
OMS teme que gripe aviária seja transmitida entre humanos
Saúde
OMS teme que gripe aviária seja transmitida entre humanos
Doses estão atualizadas para proteger contra a variante XBB
Saúde
Covid-19: novas vacinas chegam na próxima semana

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Capitão Leonardo Mense partiu durante a noite de sábado (21)
Polícia
'Imenso legado': Capitão Mense é homenageado por autoridades e instituições de MS
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
"Eu não tenho dúvida que o Beto Pereira terá capacidade, se eleito for, de fazer as grandes transformações e reformas que Campo Grande precisa", enfatiza ex-governador.
Política
JD1TV: Reinaldo diz que problemas locais "pesarão mais" que Bolsonaro