Menu
Busca domingo, 22 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Tjms Maio22
Brasil

Estados vão recorrer da decisão sobre cobrança do ICMS sobre o diesel

O ministro do STF abriu prazo de cinco dias para que a Câmara, o Senado e o Confaz se manifestem

14 maio 2022 - 17h54Sarah Chaves, com informações do G1

O presidente do Comsefaz, Décio Padilha, secretário da Fazenda de Pernambuco informou que o Comitê Nacional de Secretários da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e Distrito Federal  vai recorrer da decisão do STF, sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A decisão de recorrer, segundo Padilha, foi tomada em reunião extraordinária do comitê, realizada virtualmente neste sábado (14).

Na véspera, o ministro André Mendonça atendeu a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) e suspendeu a forma como os Estados aplicaram a alíquota única do ICMS que incide sobre o óleo diesel (vídeo abaixo). O presidente Jair Bolsonaro comemorou: "Papai do céu nos ajudou".

"Fizemos uma avaliação técnico-jurídica. Nessa avaliação identificamos que o comitê nacional de secretários, apesar de respeitar toda a decisão judicial, cumprir decisões judiciais, a gente vai recorrer", afirmou o presidente do Comsefaz.

Segundo Décio Padilha, o Comsefaz vai recorrer por meio das procuradorias estaduais. "Vamos recorrer por entender que todos os requisitos da lei complementar 192 foram cumpridos", declarou o secretário, que não informou quando o recurso será apresentado ao Supremo.

Na decisão, o ministro Mendonça abriu prazo de cinco dias para que a Câmara, o Senado e o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) se manifestem sobre o tema. Em seguida, a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a AGU terão prazo semelhante.

ICMS em disputa

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é estadual. Em março, uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada por Bolsonaro definiu que deveria haver em todo o país uma alíquota única do ICMS sobre o diesel.

Antes da sanção dessa lei, a cobrança do ICMS era feita por um percentual sobre o preço, e cada estado tinha autonomia para estabelecer o próprio percentual. Agora, portanto, deve haver um valor fixo para todos os estados.

Os secretários estaduais de Fazenda se reuniram em março e fixaram um valor único do ICMS a ser cobrado nos combustíveis, mas permitiram descontos. O valor estabelecido na ocasião foi de R$ 1,006 por litro de óleo diesel S10, o mais usado no país.

O governo argumenta, porém, que o valor definido ficou mais alto do que o cobrado anteriormente, o que permitiria aos estados burlar a lei sancionada. Ao conceder a liminar, o ministro André Mendonça afirmou que a suspensão foi necessária para se tentar construir um consenso sobre o tema – que abriu uma disputa entre a União e os governos estaduais.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Em voos nacionais, serviço de bordo é retomado neste domingo
Brasil
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 65 milhões
Brasil
Caixa libera até R$ 1 mil no FGTS para trabalhadores nascidos em julho
Brasil
Brasil poderá doar vacinas da Covid-19 a outros países
Brasil
Mega-Sena acumula em R$ 53 milhões para o próximo sorteio
Brasil
Autoescola pode deixar de ser obrigatória para tirar a CNH
Brasil
Acidente entre ônibus e carreta deixa 11 mortos na BR-163
Brasil
Mega-Sena: apostas do DF e do Entorno fazem a quina e levam R$ 62 mil
Brasil
Saque de até R$ 1 mil do FGTS está liberado para nascidos em maio
Brasil
Mega-Sena deste sábado tem prêmio estimado em R$ 35 milhões

Mais Lidas

Polícia
Assassinato de jovem no Aero Rancho pode ter sido motivado por vingança
Polícia
JD1TV: Jovem de 21 anos é morto a tiros no Aero Rancho
Geral
O drama de Delinha
Polícia
Motociclista que morreu após acidente na Joaquim Murtinho não tinha CNH