Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

'Mais Irrigação' prevê investimentos de R$ 10 bilhões; MS será beneficiado

14 novembro 2012 - 09h49Roberto Stuckert Filho/PR

Foi lançado nesta terça-feira (13) o Programa Mais Irrigação, que irá beneficiar áreas agrícolas de todo o país com investimentos de R$ 10 bilhões em irrigação. Do total de recursos, R$ 3 bilhões virão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 7 bilhões da iniciativa privada.

A previsão é de que o programa seja aplicado em 538 mil hectares espalhados em 66 áreas para a produção de biocombustíveis e fruticultura, bem como para a produção de leite, carne e grãos. Desta forma, o governo pretende incluir pequenos e médios agricultores na cadeia produtiva e garantir a eles mercado, assistência técnica e preço justo.

Dezesseis estados serão beneficiados pelo Mais Irrigação: Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Sergipe e Tocantins.

A iniciativa foi dividida em quatro eixos, que incluem: concessão de áreas cultiváveis e sua manutenção à iniciativa privada por meio de licitação. Quem oferecer parcela mais baixa, ganha a concorrência. Os outros eixos são ampliação de áreas dos perímetros de irrigação; recuperação dos perímetros sociais; e realização de estudos.

Durante o lançamento, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, afirmou que a agricultura irrigada é um dos instrumento mais eficazes para geração de emprego e renda, sobretudo, no semiarido brasileiro. "Ela gera emprego com baixo investimento. Para cada emprego gerado na agricultura irrigada há um custo inferior a R$ 25 mil dólares. Em outros setores, o custo é pelo menos 10 vezes mais", afirmou.

A presidenta Dilma Rousseff afirmou que, embora o programa tenha dimensão nacional, seu maior impacto será sentido no semiárido nordestino. "Essa é a região histórica que hoje vive uma das mais violentas secas dos últimos 40 anos. Nós queremos que a vítima da seca deixe de ser um flagelado de todos os anos para ser um produtor rural eficiente", afirmou.

Via Brasil.gov

Terra Benta

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Silvio Santos vira alvo de investigação por pergunta sobre sexo para criança
Brasil
Michelle Bolsonaro quer tirar do ar música “Micheque”, do Detonautas
Brasil
Após fala de Bolsonaro, dona de casa cobra na Justiça auxílio de 1 mil dólares
Brasil
Motorista morre ao sofrer descarga elétrica em fazenda
Brasil
Cenas fortes: Mulher morre depois de ser esfaqueada em praça pública
Brasil
Homem agride mulher por ter adesivo "S.O.S Pantanal" no carro
Brasil
Bolsonaro se recupera bem após cirurgia na bexiga nesta manhã
Brasil
VÍDEO: Mulher é agredida com pedrada na cabeça e arrastada pela calçada
Brasil
Justiça Eleitoral torna Crivella inelegível
Brasil
Recriação do Ministério das Comunicações segue para sansão de Bolsonaro

Mais Lidas

Cidade
Vídeo - Famílias perdem tudo em incêndio Noroeste; saiba como ajudar
Cidade
Ação une irmãs do MT e MS em prol de animais do Pantanal
Justiça
Acusado de matar a tia com 24 facadas é condenado a 8 anos de prisão
Polícia
PMA autua pecuarista em R$ 10 mil por animais silvestres em cativeiro