Menu
Busca domingo, 26 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Marquinhos garante carnaval na Esplanada Ferroviária

Uma série de medidas foram exigidas pelo MP-MS para a realização do evento

28 janeiro 2019 - 18h36Da redação com informações da assessoria

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, assinou nesta segunda-feira (28), o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com medidas para garantir a realização de eventos carnavalescos e afins que ocorrerão na região do bem tombado, em especial, na Esplanada Ferroviária e entorno.

O termo de compromisso com a 26ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico, Cultural, Habitação e Urbanismo, do Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul visa concentrar as atividades carnavalescas, especialmente das instalações elétricas e da utilização de materiais inflamáveis, a vistoria e aprovação pelos órgãos competentes municipais, bem como pelo Corpo de Bombeiros, concessionária de energia elétrica etc., adequando às exigências apontadas; realização de policiamento contínuo e permanente, durante todo o período das festividades.

De acordo com o TAC, o município se compromete, por meio da Polícia Municipal e da Polícia Militar, aumentar o contingente em relação aos eventos passados, com dispersão do público após o término do horário do evento; fixação de horário de início 14h e término às 22h para a realização das festividades já programadas para ocorrerem em quatro datas 2, 4, 5 e 9 de março, bem como a observância da legislação quantos aos limites para a emissão de ruídos; disponibilização de banheiros públicos suficientes e em condições adequadas de uso contínuo (durante as festividades) ao público estimado, instalado em locais adequados.

Ao assinar o documento, o prefeito Marquinhos Trad afirmou que tem a noção jurídica da responsabilidade e consequências de firmar o documento. “Para uns, pode ser só protelar as coisas mais para frente, mas para mim não. Como advogado, sei da importância de assinar um termo como este e suas consequências”, disse.

O descumprimento das obrigações assumidas no TAC poderá resultar em ajuizamento de Ação Civil Pública ou execução do acordo, bem como da obrigação de não realização por parte do município de Campo Grande de novas festividades de Carnaval e afins no local, a partir de 2020.

O termo foi assinado pela promotora de Justiça Luz Marina Borges, titular da 26ª Promotoria de Justiça, pelo prefeito Marquinhos Trad e pela secretária Municipal de Cultura, Nilde Clara de Souza Benites Brun.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Toffoli diz que fake news já faz parte do processo eleitoral no país
Cidade
Consórcio Guaicurus comprará 55 novos ônibus
Cidade
Duas academias são interditadas em Campo Grande
Cidade
Arraial de Santo Antônio traz Munhoz e Mariano
Cidade
Feirão do Imposto terá gasolina a R$ 2,50
Cidade
Em Campo Grande, R$ 31 milhões serão investidos em iluminação pública
Cidade
Motoristas de app discutem regulamentação na capital
Cidade
Município terá ponto facultativo nos dias 14 e 21 de junho
Cidade
Restaurante Bamboo Sushi é autuado por cobrança excessiva
Cidade
Manifestação pró Bolsonaro acontece no próximo domingo

Mais Lidas

Fim de Semana
Gasolina será vendida a R$ 2,50 em dois postos da capital neste sábado
Geral
Vídeo - Motorista chega empurrando o carro para abastecer a R$ 2,50
Polícia
Jovem é morto a machadadas por ex-cunhado na capital
Polícia
Motociclista tenta ultrapassagem e colide com ônibus na capital