Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Pedágio na ponte sobre o rio Paraguai terá reajuste em 2019

Valores vão de R$ 6,40 e chegam até R$ 106 para diferentes veículos

17 dezembro 2018 - 11h36Da Redação com Assessoria

As tarifas de pedágio cobradas pela utilização, como meio de transposição, da ponte rodoviária sobre o rio Paraguai, na Rodovia BR-262, entre os municípios de Miranda e Corumbá, tiveram novos valores homologados pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan).

A portaria nº 162/2018, publicada no dia 10 de dezembro, estabelece o valor da tarifa básica, que serve para os carros de passeio, em R$ 10,60. O valor para motos passará de R$ 5,90 para R$ 6,40. A nova tabela traz valores para diferentes veículos comerciais,  de acordo com o número de eixos. Aos automóveis com dois (eixos) o preço será de R$ 21,20; para cinco (eixos) chega a R$ 53,00, enquanto que para dez (eixos) será cobrado R$ 106,00. As tarifas entram em vigor a partir da zero hora do dia 1º de janeiro de 2019.

Ficam isentos da cobrança de pedágio os veículos de propriedade da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, e os veículos pertencentes aos estados estrangeiros e destinados as suas representações diplomáticas. 

Estrutura tarifária

A homologação dos valores para as novas tarifas levou em consideração a Demonstração de Cálculo apresentada pela Concessionária Porto Morrinho Ltda., conforme prevista no Contrato de Outorga de Concessão – Seop nº 003/2008. A periodicidade e a fórmula estabelecida para o Reajuste da Tarifa Básica fazem parte desse Contrato, cujos parâmetros e índices são aqueles calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), tomando como data base do reajuste o mês de agosto de 2008, e como base de cálculo os valores dos índices de junho de 2008 a outubro de 2018.

Um total de seis indexadores compõem a planilha de cálculo da tarifa da ponte:

IT – Índice de Terraplenagem para Obras Rodoviárias;
IP – Índice de Pavimentação para Obras Rodoviárias;
Ioae – Índice Obras-de-Arte Especiais para Obras Rodoviárias;
INCC – Índice Nacional de Custo da Construção;
IC – Índice de Serviços de Consultoria para Obras Rodoviárias;
IGMP – Índice Geral de Preços de Mercado.

O reajuste foi de 7,07% em relação a 2018.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Thiago Brava e Breno Reis e Marco Viola animam Arraial deste sábado
Cidade
Sábado tem festa junina solidária no Shopping Campo Grande
Cidade
Bomba da II Guerra Mundial é desativada em Berlim
Cidade
Mais de 5 mil pessoas compareceram a primeira noite do Arraial de Santo Antônio
Cidade
Trabalhadores em greve realizam manifesto no centro da capital
Cidade
Pega de surpresa, população usa aplicativo de transporte e paga mais caro
Cidade
Greve de motoristas de ônibus pega usuários do transporte de surpresa
Cidade
Mensagens que indicariam suposto massacre em escola geram pânico no interior
Cidade
Ruas da capital são interditadas para festa caipira
Cidade
17ª edição do Arraial de Santo Antônio começa hoje

Mais Lidas

Polícia
Durante encontro amoroso, homem é morto por ex-marido de mulher
Polícia
Ex-secretário morre em acidente na MS-157
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Educação
Extrato de pagamento do Bolsa Família terá alerta sobre trabalho infantil