Menu
Busca segunda, 16 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Aguas setembro-19
Economia

Desemprego de longo prazo tem alta de 42,4% entre 2015 e 2019

Brasileiros que procuram trabalho há pelo menos dois anos já somam 3,3 mi

18 junho 2019 - 14h16Rauster Campitelli, com informações do R7

O número de brasileiros que procuram trabalho há pelo menos dois anos chegou a 3,3 milhões no primeiro trimestre de 2019. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (18) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada). Considerados desempregados de longo prazo, o contingente é 42,4% superior em relação ao mesmo período de 2015, primeiro ano da recente recessão da economia brasileira.

Uma das responsáveis pelo estudo, a técnica de planejamento e pesquisa do Ipea, Maria Andréia Parente Lameiras, disse que o mercado de trabalho é "o pior retrato" da crise econômica enfrentada no país, sendo os trabalhadores menos escolarizados e as famílias de menor renda os mais afetados.

"Estamos com o mercado de trabalho ainda muito deteriorado, embora nos últimos meses a gente veja alguma reação. Mas a crise tem dificultado a geração mais forte de postos de trabalho", afirmou Maria. "Além de reagir depois da economia como um todo, a reação [do mercado de trabalho] costuma ser muito lenta no começo", explicou.

O estudo do Ipea analisou dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Conforme o levantamento, as mulheres são mais afetadas do que os homens pelo desemprego de longo prazo, e 28,8% das desempregadas estão nesta situação há pelo menos dois anos. No caso dos homens, o percentual é de 20,3%.

Os trabalhadores do Norte e do Nordeste sofrem mais com o desemprego de longo prazo do que os do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e os moradores de regiões metropolitanas estão mais expostos a isso do que os das áreas não metropolitanas, segundo o levantamento.

Os pesquisadores apontam ainda que a massa de desempregados que procuram trabalho há pelo menos dois anos cresce mais rápido entre os jovens. Apesar disso, na faixa etária de 40 anos ou mais, 27,3% dos desempregados estão nesta situação.

Toka do Jacare - perkal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Brasil poderá exportar produtos lácteos para o Egito
Economia
Termômetro do Varejo: expectativa positiva com o uso do FGTS anima comércio
Economia
Inadimplência e endividamento do consumidor têm alta em agosto
Economia
Agências da Caixa ampliam horário para saques do FGTS nesta sexta
Economia
Restituição de R$ 45,3 mi do IR impusionará comércio no MS
Economia
Refis supera previsões e arrecada R$ 37,7 milhões
Economia
Caixa inicia pagamento de FGTS; veja como sacar
Economia
Mega-Sena pode sortear R$ 90 mi nesta quarta-feira
Economia
Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 90 mi
Economia
Pedrossian Neto diz que R$ 16 mi do pré-sal é "surpresa positiva"

Mais Lidas

Geral
Novas regras da CNH entram em vigor nesta segunda
Geral
Filho de líder classista de MS , morre em acidente em SP
Polícia
PM é torturado e morto após ser acusado de estupro
Polícia
Menor capota carro ao fugir de PRF com mais de 70kg de droga