Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Economia

Exportação de industrializados soma US$ 546,8 mi

21 abril 2011 - 06h44Arquivo
As exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul nos três primeiros meses deste ano já somam US$ 546,8 milhões, o que representa um aumento de 61% com relação ao mesmo período do ano passado, quando a receita atingiu a marca de US$ 340,1 milhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, revela que se as exportações de industrializados continuarem a manter o mesmo patamar de crescimento registrado nos três primeiros meses deste ano, as vendas externas do setor em 2011 devem, no mínimo, igualar a receita obtida em 2010, ou seja, US$ 2,1 bilhões.

“Apesar de concluirmos o primeiro trimestre do ano, ainda é cedo para prevê o aumento das exportações de industrializados do Estado em 2011. Porém, tudo indica que devemos fechar o ano bem acima de US$ 2 bilhões”, avaliou Sérgio Longen. Ainda conforme o levantamento do Radar da Fiems, a participação relativa do setor industrial em tudo que foi exportado por Mato Grosso do Sul nos três primeiros meses deste ano chegou a 79%, superando em 27% as exportações totais realizadas em igual período de 2010, quando as vendas externas de MS, incluindo todas as categorias de produtos, proporcionou uma receita igual a US$ 432 milhões.

Apenas na comparação do mês de março, quando as vendas externas de industrializados alcançaram US$ 233,3 milhões, crescimento nominal de 54,6% sobre igual mês de 2010, quando o valor foi de US$ 150,9 milhões, a participação relativa do setor no total das exportações estaduais também atingiu a marca de 69,1%. Em receita, igualmente aos meses anteriores, março de 2011 mantém o mesmo comportamento e também se consolida como o melhor resultado já obtido para o mês em toda a série histórica da exportação de industrializados em MS.

Com o último resultado, até o momento, são 17 quebras consecutivas de recorde no comparativo com igual mês ao longo da série, sendo que, adicionalmente, o resultado obtido no último mês apresentou a segunda maior receita de toda a série histórica, atrás, somente de agosto de 2010, quando as vendas de industrializados ao exterior totalizaram US$ 233,9 milhões.

Já com relação ao volume, no mês de março, a exportação de industrializados alcançou o equivalente a 687,5 mil toneladas, indicando, deste modo, um crescimento de 9,93%, em volume, sobre igual mês do ano anterior, quando as vendas externas somaram 625,4 mil toneladas. No acumulado do ano, o volume total alcança 1,34 milhão de toneladas, queda de 11,4% em relação à igual período de 2009, quando foi vendido ao exterior o equivalente a 1,51 milhão de toneladas de produtos industrializados.

Principais grupos

No ano, os principiais grupos que registraram importantes evoluções nas vendas externas são carne, papel e celulose, açúcar e álcool, extrativo mineral e couros e peles. No caso da carne, o desempenho crescente foi sustentado, sobretudo, pela elevação ocorrida nas vendas de carnes secas e salgadas de outros animais, outras miudezas comestíveis de bovinos congeladas, carnes desossadas de bovino frescas ou refrigeradas, outras carnes de suínos congeladas, carnes congeladas de galos e galinhas cortados em pedaços e pedaços e miudezas congelados de galos e galinhas, que proporcionaram uma expansão, em receita, no comparativo com 2010, equivalente a 971%, 100%, 38%, 34%, 33% e 27%, respectivamente. Em valores, o ganho adicional somado, decorrente das expansões observadas, foi da ordem de US$ 30,3 milhões.

Quanto às exportações do grupo Papel e Celulose o destaque, naturalmente, continua por conta da pasta química de madeira semibranqueada (celulose), que até agora, em 2011, registrou uma receita de exportação equivalente a US$ 109,7 milhões ou 93,4% da receita total do grupo. Quando comparado com igual período de 2010, houve um crescimento nominal de 271% na receita obtida com o produto. Ainda em relação ao grupo, outro destaque foi observado nas vendas de papel fibra 150g/m² que somaram, até agora, o equivalente a US$ 6,45 milhões ou 5,5% do total, proporcionando, na mesma comparação, uma receita 393% maior. Por fim, os principais comparadores, até o momento, são Holanda, com 24,8% ou US$ 29,1 milhões, Itália, com 22,8% ou US$ 26,8 milhões, e China com 16,7% ou US$ 19,6 milhões.

Já no grupo açúcar e álcool, no acumulado do ano, a receita de exportação alcançou o equivalente a US$ 96,2 milhões. Indicando, sobre 2010, um crescimento nominal de 156% na receita, resultando num valor adicional de US$ 58,6 milhões. Já em volume, na mesma comparação, a variação foi de 127%, aumento superior a 119,0 mil toneladas.

Em relação aos compradores, os principais são a Rússia, com US$ 31,2 milhões ou 32,4%, Bangladesh, com US$ 17,4 milhões ou 18,1%, Sudão, com US$ 11,7 milhões ou 12,2%, e Venezuela com US$ 9,6 milhões ou 10,0%. No grupo Extrativo Mineral o valor alcançado, no ano, ficou em US$ 67,2 milhões, com destaque para a elevação ocorrida nas exportações de minérios de ferro em bruto, que até o momento, totalizaram US$ 67,2 milhões ou 100% da receita total.

Deste modo, o resultado foi uma receita 36,4% maior que a obtida em igual intervalo de 2010, mesmo com uma redução, em volume, na mesma comparação, igual a 40,1%, sendo que, em valores absolutos, o ganho adicional, em receita, supera os US$ 17,9 milhões. Quanto ao grupo Couros e Peles, a receita de exportação obtida, em 2011, alcançou US$ 21,6 milhões, indicando um crescimento nominal de 66% sobre igual período do ano anterior. Com o desempenho positivo influenciado, principalmente, pelas compras chinesas que, na mesma comparação, registrou um crescimento de nominal de 189%. Em valores, são US$ 6,8 milhões em 2011, contra US$ 2,4 milhões em igual intervalo de 2010. Com isso, a participação chinesa nas vendas externas do grupo aumentou 13,5 pontos percentuais no período, saindo de 18,21% para 31,71%.

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Vídeo mostra protesto em Pedro Juan
Economia
FGTS está na conta dos trabalhadores nascidos em dezembro
Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro
Economia
Brasil e Paraguai assinam acordo para reabrir a fronteira
Economia
Pagamentos do Ciclo 1 do auxílio emergencial estão concluídos
Economia
Sidrolândia ganha unidade produtora de leitões que vai gerar 100 empregos
Economia
Caixa paga auxílio para 3,9 mi de beneficiários hoje; veja quem recebe
Economia
Comércio na fronteira terá liberação "meia boca"
Economia
Caixa paga abono salarial nesta segunda; veja quem recebe
Economia
FGTS: Caixa deposita hoje para trabalhadores nascidos em novembro

Mais Lidas

Polícia
Dois são presos tentando entrar com drogas em presídio
Polícia
Iagro aprende 120 cabeças de gado e documentação falsa
Polícia
Operação contra o jogo do bicho vaza e é antecipada
Polícia
No Pernambuco, bandido usa nome de campo-granense para comprar celular