Menu
Busca sábado, 19 de junho de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - Junho21
Economia

Nobel de Economia vê risco de recessão global em 2014

08 dezembro 2013 - 13h13Via Terra
Eugene Fama, um dos três americanos que venceram o Prêmio Nobel de Economia deste ano disse que déficits públicos inchados nos dois lados do Atlântico significam que a recessão continua sendo um risco real em 2014.

Fama, que dividiu a premiação de 9 milhões de coroas suecas (1,2 milhão de dólares) deste ano com Robert Shiller e Lars Peter Hansen, disse nesse sábado que os governos altamente endividados nos Estados Unidos e na Europa representam uma ameaça constante para a economia global.

"Pode chegar o ponto em que os mercados financeiros dirão que nenhuma dessas dívidas tem credibilidade mais e eles não poderão se financiar", disse ele à Reuters na capital sueca, onde receberá o prêmio na terça-feira. "Se houver outra recessão, será mundial", acrescentou.

Fama, que tem sido chamado de pai das finanças modernas e dividiu o prêmio por sua pesquisa sobre preços de mercado e bolhas de ativos, minimizou o dado positivo sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos divulgado nesta semana. "Não estou tranquilizado, de forma nenhuma", comentou.

A taxa de desemprego nos EUA caiu para 7%, a menor em cinco anos, em novembro, e as empresas contrataram mais do que se esperava. "A recuperação do mercado de trabalho tem sido terrível. A única razão para a taxa de desemprego ser de 7%, que é alta para os padrões históricos dos EUA, é que as pessoas desistiram de continuar a procurar emprego", disse.

"Simplesmente não acho que vamos sair (da recessão) muito bem", completou. Fama, que em 1970 argumentou que os mercados são eficientes e que os preços refletem todas as informações publicamente disponíveis, disse que dará o dinheiro de seu prêmio à Universidade de Chicago, onde é professor.

Questionado sobre os recentes altos preços dos mercados de ações, Fama disse acreditar que as empresas se tornaram muito mais eficientes depois da crise financeira de 2008-2009.

"A resposta das empresas após a recessão foi tornarem-se mais enxutas, tornarem-se mais eficientes e elas ficaram bastante lucrativas, então seus preços continuam a se apreciar", disse.

A teoria de Fama implica que nada pode sistematicamente superar o desempenho do mercado. Ele disse que mantém todos seus investimentos pessoais em fundos indexados, um tipo de fundo que acompanha o desempenho de um índice do mercado, como o S&P 500.
Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Caixa começa a pagar 3ª parcela do auxílio emergencial a 39 milhões
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Aurora anuncia investimento de R$ 140 milhões em MS
Economia
Comércio gerou de janeiro a abril R$ 987,850 mi de ICMS
Economia
Nascidos em outubro podem sacar 2ª parcela do novo auxílio emergencial
Economia
Auxílio Emergencial: Governo antecipa pagamento da 3ª parcela; veja novas datas
Economia
Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia
Sete dicas para proteger seu bolso da aceleração da inflação
Economia
Nascidos em agosto podem sacar 2ª parcela da nova rodada do auxílio

Mais Lidas

Saúde
"É preciso dizer não", diz adjunta da saúde sobre festas na capital
Geral
Jovem de 27 anos morre após complicações da Covid-19
Polícia
Serial Killer: polícia encontra carta dizendo que muita gente deveria morrer
Saúde
Covid - Prefeitura abre cadastro para vacinação de adolescentes