Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Educação

Decreto que institui Programa Ciência na Escola é publicado

03 dezembro 2019 - 09h31Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

O Programa Ciência na Escola que, entre outras medidas, objetiva aprimorar o estudo de ciências nas escolas de educação básica, estimular o interesse dos alunos pelas disciplinas científicas, identificar jovens talentos, qualificar professores e democratizar o conhecimento e popularizar a ciência no país, foi instituído pelo governo federal, por meio de decreto assinado pelo presidente da República, publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (3).

O programa estabelece ações como: a criação da Olimpíada Nacional de Ciências e a instalação do curso de especialização a distância, denominado Ciência é Dez!. Além disso, institui um Comitê Gestor, ao qual caberá deliberar sobre as estratégias de implantação e definir a política de monitoramento e avaliação do Ciência Na Escola.

O Comitê Gestor será formado por um representante do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que o coordenará; um do Ministério da Educação; um da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; um do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; e um representante da sociedade civil.

De acordo com o decreto, o Comitê Gestor terá, entre outras funções, deliberar sobre as estratégias de implantação e sobre a política de monitoramento e avaliação do Programa; aprovar o regimento interno do comitê, no prazo de 60 dias, contado da data de sua instalação, e suas modificações; e recomendar a contratação de estudos e pesquisas.

A primeira reunião ordinária do Comitê Gestor do Programa Ciência na Escola ocorrerá no prazo de 60 dias, a contar a partir de hoje, data de publicação do Decreto nº 10.151/2019.

O programa foi lançado em abril deste ano pelos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Serão disponibilizados R$ 100 milhões para instituições apresentarem projetos visando a estimular essa temática nos bancos escolares.

Poderão concorrer a esses recursos redes de instituições que envolvam escolas, universidades, centros de ciência e espaços de desenvolvimento científico e inovação. As verbas serão distribuídas em diferentes escalas de projetos, como estadual (R$ 4 milhões), interestadual (R$ 10 milhões) e regional (R$ 20 milhões).

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Educação
Universidades e institutos terão cerca de R$ 200 milhões do MEC
Educação
Renato Feder é escolhido ministro da Educação, mas falta oficializar
Educação
MEC define protocolo sanitário para volta às aulas
Educação
Sem prever retorno, MEC divulga normas para volta às aulas presenciais
Educação
Estudantes de direito elaboram “cartilha jurídica” sobre a pandemia
Educação
Estudantes optam por fazer o Enem em maio de 2021
Educação
Sesi dá dicas de entretenimento educativo para alunos que estão em casa
Educação
Consulta sobre nova data para o Enem termina hoje
Educação
Sesi auxilia pais a lidar com as emoções dos filhos na pandemia
Educação
Enquete que vai definir nova data do Enem termina nesta terça

Mais Lidas

Política
Nelsinho diz que Brasil deve fazer sua narrativa sobre a Amazônia
Polícia
Após assediar jovem, perseguidor do Sedan prata é liberado pela polícia
Geral
"Crianças estão imunes ao coronavírus", diz Marcelo Crivella
Política
Ministério da Segurança ainda pode ser recriado pelo Governo