Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Maracanã será entregue oficialmente à Fifa, dentro de um ano

02 março 2012 - 12h04Reprodução

As obras de reconstrução do Maracanã entraram na reta final e já têm data acabar: 28 de fevereiro de 2013. Daqui a quase um ano, a Fifa receberá do consórcio Maracanã Rio-2014, formado por Odebrecht, Delta e Andrade Gutierrez, o estádio completamente remodelado e em condições de sediar os jogos da Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho, e da Copa do Mundo, no ano seguinte.

Evidentemente, as partidas ainda vão demorar a ser realizadas no local, por causa da preparação do gramado e dos últimos ajustes da Fifa. As "viúvas" do velho Maracanã já têm um cronograma completo para acompanhar o avanço das obras. No fim de março, será inaugurado um showroom bem maior que o anterior, em que torcedores e turistas poderão fazer um "test drive" do novo estádio. Eles poderão passar pelas novas roletas, conhecer o piso das instalações, checar o perfil da arquibancada e fazer o teste sentando-se nas novas cadeiras. A todo vapor Cadeiras, por sinal, que, de acordo com o projeto inicial, podem ter suas cores mudadas, tomando, por exemplo, as cores da bandeira do Brasil.

Uma medida sensata para evitar qualquer identificação — por mais distante que seja — com qualquer clube de futebol do Rio. Em setembro, os anéis da arquibancada estarão fechados, permitindo que, no mês seguinte, tenha início a instalação da última grande fase da obra, a colocação da cobertura de lona do anel. Uma produção multinacional, com partes sendo fabricadas em Minas, na Espanha e na Alemanha.

A partir de novembro, por sinal, os torcedores que passarem em ruas próximas ao estádio ou que o visitarem já poderão acompanhar os trabalhos de instalação da cobertura. Com a remodelação, o Maracanã tornou-se uma pequena cidade. No fim de março, em que o ritmo das reformas será acelerado, o número de operários chegará ao seu máximo, com 5.300. Atualmente, são cerca de 4.500 funcionários trabalhando praticamente 24 horas por dia, com turnos de 7h às 17h e de 19h às 5h. "Numa obra dessa dimensão, temos que pensar em tudo, pois vivemos numa minicidade.

O calor nas últimas semanas nos ajudou, pois a chuva sempre atrapalha os trabalhos. Mas precisamos fornecer água gelada, por exemplo, para milhares de operários", afirmou o engenheiro carioca (e alvinegro) Carlos Berardo Zaeyen, gerente de contrato, considerado o "governador" das obras. Um passeio pelas obras do estádio mostra que a fase de destruição é passado e que a construção chegou na reta final. Em alguns setores, já estão sendo marcados no chão os locais de banheiros, camarotes, etc.

Informações: Jornal "O Globo".

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Inscrições para Desafio Fort 2019 seguem abertas neste sábado
Esportes
Adriano Imperador terá dois filmes sobre a sua vida
Esportes
Ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda morre aos 74 anos
Esportes
Zidane volta a ser o técnico do Real Madri
Esportes
Três mil pessoas participaram da "Corrida da Paz", em Campo Grande
Esportes
David Neres é convocado por Tite após lesão de Vinícius Júnior
Esportes
Real Madrid prepara oferta surreal de R$ 1,5 bilhão por Neymar
Esportes
Inscrições para a 12ª Edição da Corrida e Caminhada Feminina termina hoje
Esportes
Após alagamento, sede do São Paulo fecha por 30 dias para reparos
Esportes
Corinthians terá seis mudanças diante do São Bento

Mais Lidas

Polícia
Homem mata ex-esposa com golpes de machadinha
Polícia
Mulher é esfaqueada nas costas por usuário de drogas
Cidade
Ato contra o STF será às 17 horas na Afonso Pena
Geral
Netflix vai remover imagens de acidente real de Bird Box