Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Esportes

Maracanã será entregue oficialmente à Fifa, dentro de um ano

02 março 2012 - 12h04Reprodução

As obras de reconstrução do Maracanã entraram na reta final e já têm data acabar: 28 de fevereiro de 2013. Daqui a quase um ano, a Fifa receberá do consórcio Maracanã Rio-2014, formado por Odebrecht, Delta e Andrade Gutierrez, o estádio completamente remodelado e em condições de sediar os jogos da Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho, e da Copa do Mundo, no ano seguinte.

Evidentemente, as partidas ainda vão demorar a ser realizadas no local, por causa da preparação do gramado e dos últimos ajustes da Fifa. As "viúvas" do velho Maracanã já têm um cronograma completo para acompanhar o avanço das obras. No fim de março, será inaugurado um showroom bem maior que o anterior, em que torcedores e turistas poderão fazer um "test drive" do novo estádio. Eles poderão passar pelas novas roletas, conhecer o piso das instalações, checar o perfil da arquibancada e fazer o teste sentando-se nas novas cadeiras. A todo vapor Cadeiras, por sinal, que, de acordo com o projeto inicial, podem ter suas cores mudadas, tomando, por exemplo, as cores da bandeira do Brasil.

Uma medida sensata para evitar qualquer identificação — por mais distante que seja — com qualquer clube de futebol do Rio. Em setembro, os anéis da arquibancada estarão fechados, permitindo que, no mês seguinte, tenha início a instalação da última grande fase da obra, a colocação da cobertura de lona do anel. Uma produção multinacional, com partes sendo fabricadas em Minas, na Espanha e na Alemanha.

A partir de novembro, por sinal, os torcedores que passarem em ruas próximas ao estádio ou que o visitarem já poderão acompanhar os trabalhos de instalação da cobertura. Com a remodelação, o Maracanã tornou-se uma pequena cidade. No fim de março, em que o ritmo das reformas será acelerado, o número de operários chegará ao seu máximo, com 5.300. Atualmente, são cerca de 4.500 funcionários trabalhando praticamente 24 horas por dia, com turnos de 7h às 17h e de 19h às 5h. "Numa obra dessa dimensão, temos que pensar em tudo, pois vivemos numa minicidade.

O calor nas últimas semanas nos ajudou, pois a chuva sempre atrapalha os trabalhos. Mas precisamos fornecer água gelada, por exemplo, para milhares de operários", afirmou o engenheiro carioca (e alvinegro) Carlos Berardo Zaeyen, gerente de contrato, considerado o "governador" das obras. Um passeio pelas obras do estádio mostra que a fase de destruição é passado e que a construção chegou na reta final. Em alguns setores, já estão sendo marcados no chão os locais de banheiros, camarotes, etc.

Informações: Jornal "O Globo".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Esportes
Inscrições para os Jogos Escolares terminam hoje
Esportes
Boxeador fala de expectativas para campeonato que será realizado na capital
Esportes
Open de Taekwondo do Chile terá atletas de Campo Grande
Esportes
Com nova estrutura, Cefat já está entre as melhores do país
Esportes
Equipe campo-grandense vence corrida em Interlagos
Esportes
Representantes de Taekwondo do MS participam da seleção para torneio na Dinamarca
Esportes
Danilo, filho de Cafu, morre vítima de infarto aos 30 anos
Esportes
Rally dos Sertões 2019 tem campeões definidos
Esportes
Mano Menezes assume o Palmeiras após saída de Felipão
Esportes
Corinthians vai para a semifinal da Copa Sul-Americana

Mais Lidas

Cidade
Mais dois radares na Afonso Pena começam a multar
Internacional
Tragédia – Incêndio em escola mata 263 alunos e 2 professores
Polícia
Homem é assassinado com facada no pescoço
Polícia
Assassino de Ronaldo assume quatro homicídios da década de 80