Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

1ª audiência do caso Paulinho acontece amanhã

18 julho 2010 - 11h36
Está marcada para amanhã (19), às 13h30, no Fórum de Campo Grande, a primeira audiência do caso Paulo Henrique Rodrigues ‘Paulinho’, jovem vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) em fevereiro deste ano. A audiência será fechada, mas a mãe do adolescente convida a população campo-grandense para participar de uma manifestação pacífica que será realizada em frente ao Fórum. "Queremos que os culpados pela morte do meu filho peguem condenação máxima. Estamos confiantes na justiça e por isso pedimos apoio da sociedade", falou Maria Aparecida dos Santos, mãe do Paulinho. Emocionada a mãe relata que no último dia 17 (ontem) fez cinco meses que o filho dela foi assassinado brutalmente. "Não está sendo fácil viver sem o meu filho. Tenho chorado todas as noites. Não consigo ter mais uma vida social. Para mim o domingo é o pior dia, pois ele sempre estava em casa. Tenho conservado as coisas dele do jeitinho que ele deixou, pois sempre que chega às 18 horas [horário que ele costumava chegar do serviço] é como se ele fosse chegar", contou em meio às lágrimas. De acordo com a comerciante, os seus outros filhos também ficaram abalados com a perda. A mãe do garoto conta ainda que até hoje toma medicamento controlado para poder dormir e faz visitas ao cemitério onde o filho está enterrado pelo menos três vezes por semana. "Quando vem o silêncio aí é que dói mesmo. Peço todos os dias para Nossa Senhora interceder pelo meu filho. Antes, logo que o tiraram de mim eu o visitava todos os dias no cemitério, mas para não preocupar minha família tenho ido três vezes por semana. Lá eu sinto calma, pois posso conversar com o meu filho", desabafa. O Crime No dia 17 de fevereiro deste ano, Marcelo de Souza Ribeiro, 19 anos, o "Cicatriz" realizou um assalto na Mercearia Vidal, e no momento da fuga atirou e acertou Paulo Henrique Rodrigues, de 17 anos que estava trabalhando na Bicicletaria do Niltinho do outro lado da rua. O adolescente chegou a ser socorrido pela mãe, que estava trabalhando na mercearia, mas não resistiu e faleceu no posto de saúde da Coophavilla II. De acordo com a mãe do garoto, Paulinho recebeu um tiro no coração, que se partiu em dois pedaços afetando também o pulmão e o fígado. Marcelo de Souza Ribeiro, 19 anos, o "Cicatriz", foi preso um dia depois do assassinato e disse que atirou para evitar perseguição após o assalto ao mercado Vidal. Policiais chegaram até ele a partir da prisão de Alessandro da Anunciação, 27 anos, o "Testa", capturado no Jardim das Perdizes. Anunciação é o dono da pistola calibre 45, que foi usada no crime e era foragido da Colônia Penal Agrícola. Ele acumula antecedentes criminais por homicídio, roubo, receptação e estelionato.
Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Prefeitura multa Consórcio Guaicurus em R$ 12 milhões
Geral
Carnaval no Rio pode acontecer só em junho
Geral
Governo amplia prazo de redução de jornada e suspensões de contratos
Geral
Orro quer proibir atos públicos para evitar aglomerações
Geral
Aos 27 anos, Adalberto perde a luta contra o coronavírus
Geral
Saque de auxílio emergencial é liberado para beneficiários do 3º lote
Geral
Mãe pede leite, remédio ou dinheiro para salvar bebê com anomalia
Geral
Funsat encaminha mulheres vítimas de violência ao mercado de trabalho
Geral
Licenciamento de veículos pode ser emitido online
Geral
Blogueira de MS afirma estar com Covid-19 e faz “recebidos” de vitaminas

Mais Lidas

Polícia
“Encontraram o monstro”, diz primo de Carla sobre assassino
Polícia
Ex-patroa é denunciada por abandono de incapaz que resultou em morte
Saúde
MP solicita inspeção em frigoríficos no interior
Polícia
Comerciante foi morta porque reconheceu voz de ex-funcionário, diz investigação