Menu
Busca sexta, 22 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Geral

1ª audiência do caso Paulinho acontece amanhã

18 julho 2010 - 11h36
Está marcada para amanhã (19), às 13h30, no Fórum de Campo Grande, a primeira audiência do caso Paulo Henrique Rodrigues ‘Paulinho’, jovem vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) em fevereiro deste ano. A audiência será fechada, mas a mãe do adolescente convida a população campo-grandense para participar de uma manifestação pacífica que será realizada em frente ao Fórum. "Queremos que os culpados pela morte do meu filho peguem condenação máxima. Estamos confiantes na justiça e por isso pedimos apoio da sociedade", falou Maria Aparecida dos Santos, mãe do Paulinho. Emocionada a mãe relata que no último dia 17 (ontem) fez cinco meses que o filho dela foi assassinado brutalmente. "Não está sendo fácil viver sem o meu filho. Tenho chorado todas as noites. Não consigo ter mais uma vida social. Para mim o domingo é o pior dia, pois ele sempre estava em casa. Tenho conservado as coisas dele do jeitinho que ele deixou, pois sempre que chega às 18 horas [horário que ele costumava chegar do serviço] é como se ele fosse chegar", contou em meio às lágrimas. De acordo com a comerciante, os seus outros filhos também ficaram abalados com a perda. A mãe do garoto conta ainda que até hoje toma medicamento controlado para poder dormir e faz visitas ao cemitério onde o filho está enterrado pelo menos três vezes por semana. "Quando vem o silêncio aí é que dói mesmo. Peço todos os dias para Nossa Senhora interceder pelo meu filho. Antes, logo que o tiraram de mim eu o visitava todos os dias no cemitério, mas para não preocupar minha família tenho ido três vezes por semana. Lá eu sinto calma, pois posso conversar com o meu filho", desabafa. O Crime No dia 17 de fevereiro deste ano, Marcelo de Souza Ribeiro, 19 anos, o "Cicatriz" realizou um assalto na Mercearia Vidal, e no momento da fuga atirou e acertou Paulo Henrique Rodrigues, de 17 anos que estava trabalhando na Bicicletaria do Niltinho do outro lado da rua. O adolescente chegou a ser socorrido pela mãe, que estava trabalhando na mercearia, mas não resistiu e faleceu no posto de saúde da Coophavilla II. De acordo com a mãe do garoto, Paulinho recebeu um tiro no coração, que se partiu em dois pedaços afetando também o pulmão e o fígado. Marcelo de Souza Ribeiro, 19 anos, o "Cicatriz", foi preso um dia depois do assassinato e disse que atirou para evitar perseguição após o assalto ao mercado Vidal. Policiais chegaram até ele a partir da prisão de Alessandro da Anunciação, 27 anos, o "Testa", capturado no Jardim das Perdizes. Anunciação é o dono da pistola calibre 45, que foi usada no crime e era foragido da Colônia Penal Agrícola. Ele acumula antecedentes criminais por homicídio, roubo, receptação e estelionato.
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Marquinhos diz que “em breve” anuncia data do 13º
Geral
Energisa desmente fake news e garante energia na final da Libertadores
Geral
Empresa que reformará três terminais da capital foi definida
Geral
Raiva bovina é identificada no MS após 14 anos
Geral
Chiquinho e Pablo de Barros disputam diretoria do Sindifiscal-MS neste sábado
Geral
Projeto de lei sugere 100 SMS grátis para clientes de telefonia celular
Geral
Aeroporto da capital opera sem atrasos e cancelamentos nesta manhã
Geral
Saque de FGTS para nascidos em junho e julho começa nesta sexta-feira
Geral
Servidores municipais terão folga nos dias 24 e 31 de dezembro
Geral
Funcionária temporária não terá direito à estabilidade se engravidar, diz TST

Mais Lidas

Internacional
FIM DO MISTÉRIO – Gugu está vivo
Internacional
GUGU: Famosos lamentam morte, mas não há comunicado oficial
Polícia
Filho mata o pai que chegou bêbado em casa
Polícia
Mãe que segurava filha para ser estuprada pelo padrasto é presa