Menu
Busca sexta, 15 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Geral

Após confusões, morador e Damha chegam a um acordo

Aluízio Coutinho selou a paz com condomínio, após ação de advogado

27 novembro 2020 - 10h46Marcos Tenório

O empresário Aloisyo José Campelo Coutinho, de 43 anos, que se tornou conhecido por realizar 'festinhas' dentro do Parque Residencial Damha III, em Campo Grande, fez um acordo para permanecer no condomínio, após a justiça determinar que ele deixasse o local. Com um histórico boêmio, o morador já levou 37 multas por perturbação do sossego.

Após meses de disputa judicial, o Condomínio DAMHA III e o morador Aloisyo Coutinho entraram em acordo. 

Aloisyo concordou em arcar com as multas administrativas aplicadas pelo Condomínio, um valor pouco superior a R$ 100 mil. Além disso, o Condomínio e Aloisyo concordaram em desistir de todas ações em trâmite, inclusive a ação de expulsão.

De acordo com o advogado Daniel Castro, que representa Aloisyo, “a composição e o pagamento das penalidades foram pactuados sem que implique em aquiescência com os fatos e fundamentos deduzidos nos processos em disputa. ”

Castro também indicou que “o momento agora é de pacificação, Aloisyo e os moradores querem viver em harmonia, com o compromisso de observar e respeitar a boa convivência e a tranquilidade no âmbito do Condomínio. É a vontade de todas as partes”.

As festas

O “playboy” Aloisyo José Campelo Coutinho, de 43 anos, foi preso, na madrugada do dia 15 de agosto deste ano, após mais uma festa no residencial em descumprimento ao toque de recolher determinado pela Prefeitura para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). No dia, foi preso também o músico Paulo Roberto Savala da Silva, 31 anos, que foi contratado para animar a festa e desacatou um policial após ter o instrumento musical apreendido.

Em 2012, 2015 e 2017, o empresário também tem contra ele denúncias registradas por calúnia, perturbação do sossego e descumprimento de legislação ambiental. 

Já em 2020 são oito registros por perturbação do sossego e infração de medida sanitária devido as festas que promove no Damha III. Em uma das festas na noite de 26 de julho, ele ignorou o delegado que foi até o local fingindo que não estava em casa.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sindicato dos Bancários se manifesta contra reestruturação no Banco do Brasil
Geral
Vídeo: morador reclama de posto de saúde do Aero Rancho após chuva
Geral
Avião da FAB chega a Manaus com oxigênio para abastecer hospitais
Geral
Vídeo: tentativa de suicídio interditou pontilhão da Afonso Pena nesta manhã
Geral
Sinpetro pede prioridade a frentistas na vacinação contra a Covid-19
Geral
Padre morre de coronavírus após dias internado em MS
Geral
MS terá a primeira indústria de tilápia enlatada do país
Geral
Moradores prendem em árvore suspeita de furtos
Geral
Modernização: Detran disponibiliza wi-fi gratuito aos clientes
Geral
Fim da manifestação: Funcionários da Santa Casa recebem salário atrasado

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio