Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Geral

Chuva de meteoros poderá ser vista na madrugada de quarta-feira na capital

Os campo-grandensses poderão observar o fenômeno a partir das 2h da madrugada até o nascer do sol

05 maio 2020 - 11h51Sarah Chaves

Por quase todo o mês de maio, acontecerá uma chuva de meteoros chamada Eta Aquáridas.  A atividade máxima da chuva pode ter acontecido nessa madrugada dessa quarta-feira (6), mais precisamente a partir da 01h46 da manhã  quando a constelação de Aquário surge.

Ao JD1 Notícias, o monitor da Casa de Ciência e Cultura de Campo Grande, o estudante de engenharia Elétrica pela UFMS, Renan Aryel, esclarece que a chuva denominada Eta-Aquáridas, que vem da direção da constelação de Aquário, deve ser vista na capital a partir das 2h na direção leste de onde o sol nasce. “O tempo de duração da chuva de hoje é até começar a amanhecer, a hora que os primeiros raios de sol aparecerem não será mais visível, até as 5h da manhã é o melhor horário para observar. A média está prevista para 50 meteoros por hora”, explicou o estudante.

Renan ressaltou que a chuva teve início dia 21 de abril e deve durar até 12 de maio, pois é o período em que a Terra se choca com os pedaços do cometa Halley. “O cometa deixa muitos detritos, pelo espaço por onde passa, quando a Terra atravessa este caminho, os detritos acabam se chocando com nossa atmosfera, daí que a gente observa o fenômeno do meteoro, esses detritos entram na atmosdera e queimam e formam o ‘fogo no céu’, que é o meteoro”, alegou.

O cometa passa a cada 75 anos que é o tempo que demora para completar o seu trajeto, se aproximando e se afastando do sol, e no momento em que a rocha congelada se aproxima da estrela ardente, deixa resquícios, que formam rastros que orbitam o sol na mesma órbita que o cometa faz. “É como se a Terra fosse perdendo pedacinho e deixando para trás e esse pedacinhos ficariam na nossa órbita. A característica do cometa é um material congelado e um pouco de rocha, um pouco frágil, facilmente perde pedaços no espaço. O que difere de um asteroide que é sólido talvez com características metálicas, e dificilmente se desintegra”, detalhou Renan Aryel.

O estudante ainda previne, que a chuva de meteoros do cometa Halley acontece duas vezes ao ano, e a próxima está prevista para outubro.

A chuva de meteoros poderá ser observada no Brasil. Marcelo de Cicco, astrônomo do Observatório Nacional, acredita que, caso o indivíduo queira tentar ver a chuva de meteoros durante a madrugada, o tempo gasto pode não ser em vão: “Mesmo com a Lua atrapalhando nestes períodos, vale a pena passar a madrugada observando, a partir de meia-noite, pois é possível que haja uma atividade acima da usual”, diz Cicco, em nota.

A última vez que passou pela Terra foi nos anos 80, e a próxima passagem será em 2061.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Luísa Sonza está sendo processada por suposto ato racista
Geral
Live com presidente do TRE abre cobertura das eleições no JD1
Geral
Morador de MS recebe sementes misteriosas da China e governo emite alerta
Geral
Mariano e Jake protagonizam beijo "morno" durante festa em "A Fazenda"
Geral
Prêmio acumulado de R$ 36 mi da Mega-Sena será sorteado neste sábado
Geral
Vídeo: Pastor da 'Igreja Deus é Amor' xinga esposa sem saber que estava ao vivo
Geral
Sam's Club cobra até o saquinho de embalagem
Geral
Hemosul espera doadores até às 12h para repor estoques de sangue
Geral
Caixa abre 12 agências hoje das 8h às 12h no MS
Geral
Confira a agenda de lives para esta sexta-feira

Mais Lidas

Geral
Luísa Sonza está sendo processada por suposto ato racista
Geral
Live com presidente do TRE abre cobertura das eleições no JD1
Polícia
Homem usa adolescente de 15 anos para tráfico em carro roubado
Internacional
Vídeo - The Rock arranca portão com as mãos para não se atrasar