Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Geral

“Em tempos de crise a solução é inovar”, diz empresária

Monique Lima venceu desafios em seu empreendimento e hoje se destaca com seus doces em Caarapó

19 abril 2019 - 08h50Mauro Silva

Em meio as tantas crises econômicas que o país vem passando, muitos empresários têm se renovado e ousado para driblar as dificuldades financeiras. No interior do estado, mais precisamente em Caarapó, Monique Lima de Abreu, 33 anos investiu em doces há dois anos e atualmente se considera uma mulher de sucesso.

Monique contou que depois de sua separação se viu em um momento difícil, pois teria que assumir muitas coisas sozinhas. Além do término do casamento ela estava desempregada, outra situação que preocupava a empresária era a falta de estudos, pois nunca havia frequentado uma universidade.

Mas com muita garra e determinação, Monique resolveu ousar e pensou em um caminho que poderia trilhar. “Como sempre amei cozinhar, curiosa vi um curso de doces em Campo Grande no Senac. Investi no curso  e me apaixonei”, lembrou.

“No início comecei vender em lojas para amigas depois percebi que eu tinha potencial para eventos. Assim aos poucos comecei atender festinhas de 300 doces e hoje, com dois anos no ramo, atendo eventos de 2.700 doces”, acrescentou.

Para a empresária o início do seu negócio não foi difícil, pois ela estava preparada para enfrentar qualquer dificuldade. “Ninguém começa grande, então o que me esperava pela frente. Deus não me deixou recuar”, afirmou.

O prazer de um trabalho finalizado

Ao terminar um trabalho, ou seja, uma encomenda, com jornadas que podem chegar até 20 horas de dedicação, Monique revela que a satisfação é imensa. Antes de investir na carreira de doceira a microempresária trabalhou em um cartório como caixa e atendente, ela afirma que nunca pensou em desistir da nova carreira, pois nos trabalhos anteriores também teve problemas e nunca parou de trabalhar.

“Eu ouço falar na crise sim, mas não fixo nela, porque no meu trabalho, como qualquer outro, tenho que inovar, procurar novidades, ter o melhor preço e não perder a qualidade”, comentou.

Invenção própria

Em uma dessa inovações, Monique Lima fez um experimento – um novo doce –, que já é um sucesso em sua região. “Sou bem curiosa procuro seguir vários chef’s de confeitarias e assim aprendo algumas técnicas”, explicou.

E com sua curiosidade ela criou um doce novo, o "brigadeiro caramelizado". “Foi algo meio sem querer. Um dia estava fazendo outros doces como a bala baiana de caramelo e ao mesmo tempo brigadeiro e logo resolvi jogar ele na calda de caramelo, a textura ficou "show" e sabor super bom. Assim surgiu o novo brigadeiro”, lembrou.

Monique garante que em Caarapó ela tem grande prestígio pela qualidade e beleza dos doces e também pelas variedades de 25 tipos  de brigadeiros o que, segundo ela,  ajuda muito ter nos eventos em que atende, como casamento, festas de 15 anos e aniversário infantil. A microempresária, além de atender em sua cidade, também atende clientes em Dourados, Naviraí e Campo Grande.

Aos que estão iniciando algo próprio a empreendedora aconselha que todos tenham muita coragem. “Hoje em dia vivemos em um país instável economicamente e isso não nos traz segurança. E você sendo dona do seu próprio negocia te faz mais confiante na sua segurança”, comentou.

“Devemos ter os pés no chão, eu comecei sem imaginar que hoje seria o que sou. Ainda preciso crescer mais, já sou uma microempresária, tenho o MEI. E vale a pena a área da gastronomia e confeitaria que está a cada dia mais abrindo portas à todos”, finalizou.

Monique disse ainda que pretende, um dia, gerar empregos com sua própria franquia e ajudar muitas pessoas que se interessam pelo ramo de doces.  Quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho da profissional pode visitar o seu instagran – mo.limma – ou Facebook – Monique Lima.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Geral
Mascarado esperando atendimento no CRS Tiradentes diverte pacientes
Geral
Hemosul convoca doadores de sangue afastados pelo frio
Geral
Obras ao redor do Cavaleiro Guaicuru, no Parque das Nações, são retomadas
Geral
Veículos com placa final 1 e 2 devem ter o licencimaneto quitado até dia 31 de maio
Geral
App do Magazine Luiza ganha botão para denunciar violência contra mulheres
Geral
Mandetta entra em “quarentena remunerada” e é proibido de ter cargos privados por 6 meses
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
Geral
AO VIVO - José Mauro, da Sesau, presta contas na Câmara
Geral
Com músicos infectados, Zezé e Luciano estão “livres” do coronavírus

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro