Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Exclusivo - Drone mostra incêndio de hotel hoje no centro

Foram utilizados mais de 12 mil litros de água para conter as chamas; idosa teme ficar "sem teto"

10 dezembro 2018 - 18h02Joilson Francelino com Marcos Tenório

As chamas que atingiram o Hotel Nacional na tarde desta segunda-feira (10) destruiu todo o terceiro andar do prédio, que contém 18 apartamentos. Imagens exclusivas cedidas ao JD1 Notícias pela CA Drones Imagens Aéreas mostram a dimensão da destruição.

A aposentada Maria Aparecida Henrique de Oliveira, 74 anos, ficou preocupada após o incêndio. A idosa depende do hotel para morar em Campo Grande. Dona Maria relatou que veio do distrito de Amandina para a capital e com o incêndio ela disse “não vou morar em asilo, não quero”. Ela relatou que estava vendo TV quando acabou a energia e sentiu cheio forte de queimado. Um dos funcionários do hotel pegou a idosa pelo braço e tirou ela do quarto.


Ainda segundo a idosa, só deu tempo de pegar alguns documentos e os remédios que ela toma. A aposentada não tem nenhum familiar morando em Campo Grande, e sobrevive com a venda de bijuterias, que ficaram dentro do seu quarto. Maria ficou aliviada ao ver que os Bombeiros controlaram o incêndio. Ela aguarda a liberação do prédio, e teme que o local seja interditado, pois não teria para onde ir.

A hospede Mirlani Mendes, que veio de Roraima fazer uma prova na capital, conta que sentiu o calor do incêndio, mesmo estando no subsolo. "Me hospedei hoje às 8h e fique no subsolo, onde ficam os quartos individuais. No momento do incêndio estava dormindo e já com calor. Foi quando bateram na porta pedindo para sair porque estava pegando fogo. Peguei alguns documentos e saí às pressas", relata.

Já o técnico em telemarketing, Maike de Almeida, 34 anos, sempre se hospeda em outro hotel, mas dessa vez ficou no hotel Nacional. O homem que veio de Nova Andradina fazer um curso na área que trabalha, saiu minutos antes do incêndio começar, para abastecer o seu veículo, e ao tentar voltar para o prédio, viu a movimentação do Corpo de Bombeiros, Maike disse “vou voltar a me hospedar no hotel que sempre me hospedei”, finalizou.

Segundo o tenente Eduardo Tracz, do Corpo de Bombeiros, foram utilizados mais de 12 mil litros de água para conter as chamas. Tracz relata que “cinco hospedes estavam no hotel, até o momento não foi encontrada vítimas”. O tenente disse ainda que será realizada uma vistoria para entregar o prédio ao dono e  e que as causas ainda não foram constatadas. “foi atingido todos os cômodos do último andar, e não há risco de desmoronamento”, ressalta.

De acordo com informações obtidas dos Bombeiros, “será feita uma avaliação da estrutura do prédio para ver se vai precisar acionar a defesa civil”.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bebê ganha tratamento domiciliar, mas equipamentos não chegam
Geral
CCZ retoma dia 20 agendamento online para castração de cães e gatos
Geral
Estudante fica em coma após ser picado por naja
Geral
Com suspeita de coronavírus, Paulo Corrêa pede afastamento da Assembleia
Geral
PMA captura jiboia de quase 3 metros nas obras do Aquário do Pantanal
Geral
Banda V12 realiza live nesta quinta, com músicas escolhidas pelo público
Geral
Indústria de chocolate mantém otimismo, apesar da pandemia
Geral
Com operação Pátio Zero, Detran-MS esvazia agência em Corumbá
Geral
Final feliz: Emilly é encontrada e está bem
Geral
Vídeo - Blogueira acusa ex, famoso na capital, de calote e de ter sido abusivo

Mais Lidas

Polícia
Trio é detido com R$ 400 mil em prata granulada clandestina
Política
Dourados fecha bares e academia por dez dias
Polícia
DNA aponta preso de São Paulo como autor de estupro em MS
Educação
MEC adia Enem para janeiro de 2021