Menu
Busca quinta, 29 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - covid atitudes
Geral

Marquinhos afasta quatro médicos que recusaram atendimentos

Os servidores trabalhavam no Posto de Saúde do Bairro Tiradentes

01 março 2019 - 16h16Da redação

O prefeito Marquinhos Trad afastou quatro médicos por conduta indevida no posto onde atendiam, na Unidade Básica de Saúde “Dr. Antônio Pereira” – UBS Tiradentes.

O afastamento ocorreu após denuncia feita ao prefeito durante as visitas realizadas na unidade. De acordo com a queixa, os quatro servidores recusaram atendimento a pacientes com critérios de atendimento na atenção básica, encaminhados pelo Centro Regional de Saúde. Os profissionais também negaram cumprir a carga horária total prevista em contrato.

O afastamento dos médicos, Jaqueline Nazarko da Cunha, Edson Arruda Alves, Alex Bortotto Garcia e Rafael Garanhani foi publicado no Diário Oficial do município desta sexta. De acordo com a prefeitura, os servidores serão convocados a dar ciência, receber cópia do processo e assim apresentar defesa.

Cruzeiro do Sul - 44 anos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Comissão de Direitos Humanos debate migração no contexto da pandemia
Geral
Com duas vaginas, influencer do OnlyFans dá à luz a bebê saudável
Geral
Depois de quatro anos paralisada, UTE William Arjona é reinaugurada em Campo Grande
Geral
Com Covid, Arlindo Namour morre no Proncor
Geral
Vídeo: 'Rapidinha' na cozinha da errado e casal é flagrado só no love
Geral
Vídeo: Ator da Globo é flagrado agredindo namorada
Geral
Prefeitura oferece design de sobrancelhas e esmaltação a usuárias do SUS
Geral
Morre o advogado Gelson Marquês Batista
Geral
Casa de Passagem está aberta para doações e acolhimentos no frio
Geral
Na FIEMS, ministro é cobrado por mais "segurança jurídica"

Mais Lidas

Geral
Vídeo: 'Rapidinha' na cozinha da errado e casal é flagrado só no love
Geral
Com Covid, Arlindo Namour morre no Proncor
Internacional
Vídeo: jovem tenta gravar dança em guindaste, mas despenca e morre
Polícia
Investigação concluí que enfermeiro do HR estuprou paciente em fevereiro