Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99647-9098
TJMS julho20
Geral

Ministério das Cidades aprova projeto de R$ 70 milhões para novas obras de contenção de enchentes

18 julho 2012 - 09h49Reprodução

Segundo a prefeitura municipal de Campo Grande, encontra-se em processo de liberação recursos na ordem de R$ 70 milhões, do Ministério das Cidades, que serão aplicados em obras de drenagem, urbanização e infraestrutura na tentativa de livrar das enchentes e alagamentos a população de regiões da cidade cortadas pelos córregos Cabaça e Areias e Rio Anhanduizinho.

Mais de 61% dos recursos, R$ 42 milhões, vão ser destinados para as obras no Rio Anhanduizinho, onde estão programadas intervenções num trecho de oito quilômetros entre a rua Santa Adélia (no Bairro Cooaphama) e avenida Campestre (no Conjunto Aero Rancho). As obras no Jockey Clube e Marcos Roberto estão orçadas em R$ 17 milhões e na região de influência do Cabaça, custarão R$ 9 milhões.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antonio De Marco, o projeto contempla obras de revitalização das margens do Anhanduizinho, recuperação do processo erosivo do Rádio Clube, patrolamento da avenida Fábio Zahran até avenida Três Barras, combate a alagamento no Jockey Clube e Marcos Roberto.

De Marco explica que a recomposição das margens será feita levando em conta as características de cada trecho. Nos locais onde a velocidade da enxurrada é mais lenta, o problema se resolve só com o plantio de grama; onde a intensidade for mediana, a canalização será em gabião e nas áreas críticas, muros de contenção de concreto armado. Haverá trechos em que se recorrerá às três soluções de forma combinada para garantir a estabilização dos barrancos.

O projeto
Está programada a construção de galerias e rede de drenagem a partir da rua Spipe Calarge (na Vila Carlota), descendo pela Progresso, Jardim Paulista, Jardim América, área de impacto do Córrego Cabaça, passando no Parque de Exposição e entrando nos bairros Jóckey Clube e Marcos Roberto, cortados pelos córregos Cabaça e Areias. Toda água pluvial de forma mais regulada, com menor velocidade, será despejada no Anhanduizinho, na altura da rua Ouro Negro. “Esta obra acaba com os problemas de alagamento no Jockey Clube e Marcos Roberto, como o da rua das Hortências e rua Ouro Negro, dois dos trechos mais críticos.

De acordo com a assessoria da prefeitura, com estas obras, as margens do Anhanduizinho se transformarão em locais de lazer para contemplação, pistas de caminhada e ciclovia. Hoje, estão degradadas, a erosão avançou e “engoliu” trechos das pistas da avenida Ernesto Geisel, especialmente nas proximidades do Shopping Norte Sul Plaza e do Ginásio do Guanandizão.

Via CG Notícias

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Funtrab tem vaga para açougueiro, caseiro, marceneiro e outras
Geral
Vídeo: Meteoro, OVNI, o que rasgou o céu na região do Santa Maria?
Geral
AO VIVO - V12 e DJ Marcelo Natureza tocam as mais pedidas pelo público
Geral
Banda de pop/rock, V12 fará live nesta quinta-feira
Geral
Justiça manda reter cachê de Maraisa por suposta dívida milionária
Geral
Vídeo: R$ 5 para impressão de boletos revolta clientes da OI
Geral
AO VIVO – Direitos do consumidor em tempos de pandemia
Geral
Vídeo: colisão matou três pessoas carbonizadas na MS-306
Geral
Grupo de brasileiros vindos da Bolívia é repatriado na fronteira
Geral
Suruba de 25 pessoas em hotel é interrompida pela polícia

Mais Lidas

Saúde
Menino de 10 anos ajuda mãe dar luz a irmão no banheiro de casa
Saúde
Saiba onde terá pediatra ou clínico geral atendendo nesta sexta
Educação
Inscrições para o Sisu terminam hoje
Geral
Funtrab tem vaga para açougueiro, caseiro, marceneiro e outras