Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Geral

Ministério das Cidades aprova projeto de R$ 70 milhões para novas obras de contenção de enchentes

18 julho 2012 - 09h49Reprodução

Segundo a prefeitura municipal de Campo Grande, encontra-se em processo de liberação recursos na ordem de R$ 70 milhões, do Ministério das Cidades, que serão aplicados em obras de drenagem, urbanização e infraestrutura na tentativa de livrar das enchentes e alagamentos a população de regiões da cidade cortadas pelos córregos Cabaça e Areias e Rio Anhanduizinho.

Mais de 61% dos recursos, R$ 42 milhões, vão ser destinados para as obras no Rio Anhanduizinho, onde estão programadas intervenções num trecho de oito quilômetros entre a rua Santa Adélia (no Bairro Cooaphama) e avenida Campestre (no Conjunto Aero Rancho). As obras no Jockey Clube e Marcos Roberto estão orçadas em R$ 17 milhões e na região de influência do Cabaça, custarão R$ 9 milhões.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antonio De Marco, o projeto contempla obras de revitalização das margens do Anhanduizinho, recuperação do processo erosivo do Rádio Clube, patrolamento da avenida Fábio Zahran até avenida Três Barras, combate a alagamento no Jockey Clube e Marcos Roberto.

De Marco explica que a recomposição das margens será feita levando em conta as características de cada trecho. Nos locais onde a velocidade da enxurrada é mais lenta, o problema se resolve só com o plantio de grama; onde a intensidade for mediana, a canalização será em gabião e nas áreas críticas, muros de contenção de concreto armado. Haverá trechos em que se recorrerá às três soluções de forma combinada para garantir a estabilização dos barrancos.

O projeto
Está programada a construção de galerias e rede de drenagem a partir da rua Spipe Calarge (na Vila Carlota), descendo pela Progresso, Jardim Paulista, Jardim América, área de impacto do Córrego Cabaça, passando no Parque de Exposição e entrando nos bairros Jóckey Clube e Marcos Roberto, cortados pelos córregos Cabaça e Areias. Toda água pluvial de forma mais regulada, com menor velocidade, será despejada no Anhanduizinho, na altura da rua Ouro Negro. “Esta obra acaba com os problemas de alagamento no Jockey Clube e Marcos Roberto, como o da rua das Hortências e rua Ouro Negro, dois dos trechos mais críticos.

De acordo com a assessoria da prefeitura, com estas obras, as margens do Anhanduizinho se transformarão em locais de lazer para contemplação, pistas de caminhada e ciclovia. Hoje, estão degradadas, a erosão avançou e “engoliu” trechos das pistas da avenida Ernesto Geisel, especialmente nas proximidades do Shopping Norte Sul Plaza e do Ginásio do Guanandizão.

Via CG Notícias

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Neto de Luciano do Valle morre após ser baleado em assalto
Geral
Prefeitura lança 1º campeonato público de Free fire e Clash royale em Campo Grande
Vídeos
'Cai devagarinho até embaixo': Funkeira leva tombo ao dançar em cima de carro
Geral
Corre que ainda da tempo! Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 23,5 milhões hoje
Oportunidade
'Domingo em família' terá 2.128 oportunidades de emprego na Afonso Pena
Geral
Criança tem cabelo cortado em escola e pai entra com processo por discriminação
Geral
Após notícia que Pelé voltou à UTI, filha do craque nega e tranquiliza ‘se recuperando bem’
Entrevista
Agora: Valério Azambuja fala sobre concurso da GCM
Geral
Abandonada por amigos em deserto, brasileira morre de fome e sede
Geral
“Meu filho me sustentava, agora o Thales faz tudo por mim”, diz mãe de Paulo Gustavo

Mais Lidas

Polícia
Homem encontra pênis decepado dentro de pote no jardim da casa da mãe
Saúde
Com 8 meses de vacinação, MS é o 1º Estado a atingir imunidade coletiva
Polícia
Homem encontra o pai morto em avançado estado de decomposição na Vila Carvalho
Brasil
Homem coloca fogo em casa com ex-mulher e filhos dentro