Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Geral

MS dá primeiro passo para desburocratizar o "Minha Casa Minha Vida"

Construção de imóveis já teve redução de 40% em Mato Grosso do Sul somente neste ano

12 julho 2019 - 17h30Rauster Campitelli, com informações da assessoria

Mato Grosso do Sul deu o primeiro passo para “simplificar” a portaria que rege o Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal. Com plenário cheio, foi realizada nesta sexta-feira (12), na Câmara dos Vereadores, a 1ª Audiência Pública do país sobre o assunto. O presidente do Sindimóveis-MS, João Araújo Filho, foi um dos integrantes da mesa, que contou com a presença de vereadores e representantes da cadeia produtiva da construção civil.

Imóveis construídos em ruas sem pavimentação não são mais financiados pelo programa desde junho de 2018, atingindo diretamente os corretores de imóveis que trabalham com o programa nas faixas de 1 e 1,5, que tem renda de R$ 1,8 mil a R$ 2,6 mil. Segundo o presidente da Acomasul (Associação dos Construtores de MS), Adão Jorge Moraes Castilho, a construção de imóveis já teve redução de 40% no Estado só neste ano.

Desde 2016, três portarias foram editadas prorrogando o prazo em que as construções em vias sem asfalto seriam permitidas. O presidente do Sindimóveis-MS frisou que a desburocratização da máquina pública é um assunto recorrente, "mas porque não fazem nos programas de habitação e financiamento?", questionou Araújo.

Ele lembra que o asfalto não é de responsabilidade dos construtores, mas sim do poder público. "Imagina o construtor, que investe seu capital no bairro ao comprar o terreno e iniciar a obra, ter ainda que fazer o asfalto para poder ter financiamento? Me sinto envergonhado por esta situação. Passou da hora de mudar", lamentou.

Entre as entidades que participaram da audiência nesta manhã estavam Acomasul (Associação dos Construtores de Mato Grosso do Sul), Creci-MS (Conselho Regional de Corretores de Imóveis deMato Grosso do Sul), Secovi-MS (Sindicato da Habitação de Mato Grosso do Sul), Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Mato Grosso do Sul), Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil), Fenapc (Federação Nacional dos Pequenos Construtores), além de moradores que vivem em regiões sem asfalto.

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Aeroporto da capital movimentou 595,6 toneladas de produtos no primeiro semestre
Geral
Crea-MS seleciona estagiários para atuação em Campo Grande
Geral
Jovem que trabalhava em cemitério é descoberta e vira modelo de sucesso
Geral
Homem chega ao sítio do pai e comete suicídio
Geral
Novas regras do frete mínimo para caminhoneiros já estão em vigor
Geral
Show de Talentos da Maturidade acontece neste domingo no Bosque dos Ipês
Geral
Único apostador ganha prêmio de R$ 21,9 milhões na Mega-Sena
Geral
Anta de 170kg entra em tanque de esgoto
Geral
Entra em fase final de testes maior aeronave militar feita no Brasil
Geral
Brasil comemora chegada do homem à Lua

Mais Lidas

Polícia
Acidente na BR-262 mata dois em Rio Pardo
Economia
Abono salarial começa a ser pago na quinta-feira; confira calendário
Polícia
Homem é executado por pistoleiros em conveniência
Geral
Homem chega ao sítio do pai e comete suicídio