Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Geral

Na Assembleia, assistente social fala de enfrentamento da violência sexual

31 maio 2018 - 12h32Da redação com assessoria

Uma questão social invisível. A violência sexual praticada contra crianças e adolescentes em Mato Grosso do Sul preocupa autoridades, famílias e entidades ligadas à assistência social, conforme ressaltou durante a sessão ordinária desta quarta-feira (30), a assistente social Daniela Cássia Duarte.

Ela é fundadora e presidente da Associação Movimento Mãe Águia (AMMA), de Combate à Violência Sexual Cometida Contra Crianças e Adolescentes, instituição criada há pouco mais de quatro anos e que dispõe de três núcleos assistenciais em Campo Grande: no Jardim Monumento, Vila Célia e Jardim Noroeste e na Cidade Morena. Emocionada, Daniela lembrou a trajetória de mais de 18 anos de luta dedicados ao enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes e a necessidade urgente de aprimoramento da rede de proteção.

“O fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos só é possível considerando a história, conceitos e ações concretas que interfiram na sociedade rompendo com os ciclos históricos e culturais de violência, aperfeiçoando as diretrizes que apontam para as práticas intersetoriais e multidisciplinares”, explicou, lembrando que dia 18 de maio foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Segundo a assistente social, esses e outros temas foram amplamente debatidos durante o II Congresso Brasileiro de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul, realizado este mês. “Refletimos sobre os avanços no nosso estado. Que unamos forças diante desta questão social invisível e complexa, apontando para os novos e velhos desafios, aprendendo e repactuando a nossa prática de resistência, almejando avançar, ainda, no fortalecimento da Comissão Interestadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes do Brasil [Circo-CO]”.

Daniela defendeu a união de esforços entre os agentes públicos e a sociedade civil para assegurar o bem-estar dos nossos meninos e meninas. Segundo ela, “é urgente que o governo assuma, de forma mais efetiva, a assistência/atendimento integral da criança e do adolescente, seja no sentido de implantar mecanismos de coibição à violência, ou implementar ações preventivas, onde a criança e o adolescente possam se sentir mais amparados e com perspectivas de vida futura”.

Lançamento do Livro

Ela também convidou os deputados para o lançamento do livro "Movimento Mãe Águia: a violência sexual como questão social invisível", dia 4 de junho, às 19h30, no Fran’s Café, em Campo Grande. A obra é resultado da dissertação de mestrado de Daniela e também retrada pesquisa realizada junto a famílias assistidas pelo Programa Vale Renda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Correios serão opção para fazer cadastro para auxílio emergencial
Geral
Riedel lança e inaugura obras no interior
Geral
Alcione, Sambô, Projota e outros artistas animam o domingo em lives
Geral
Filho de Bolsonaro termina namoro com influenciadora ex de Eduardo Costa
Geral
Homem morre após rolo compressor passar por cima da barriga dele
Geral
“É mais fácil o MS fechar que a Casa China”, diz diretor do Shopping China
Geral
Estão liberadas as realizações de vistoria de identificação veicular
As vistorias deverão ocorrer fora das instalações das empresas credenciadas
Geral
Caixa abrirá até 12h para pagamento do auxílio emergencial neste sábado
Geral
Caixa abrirá 12 agências para saque do auxílio neste sábado no MS
Geral
Mega-Sena pode sortear prêmio acumulado de R$ 5,5 mi neste sábado

Mais Lidas

Polícia
Passageira trans diz ter sido puxada pelos cabelos e chama motorista de covarde
Polícia
Homem é preso com quase 400 kg de maconha que iriam para São Paulo
Polícia
Assessor de Trump diz que EUA devem barrar voos do Brasil
Saúde
Secretário de vigilância pede demissão do Ministério da Saúde