Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Geral

Orla Morena vira ponto de encontro em Campo Grande

30 julho 2011 - 13h04Simão Nogueira/ Campo Grande News

Preparada para a prática de várias modalidades esportivas, a Orla Morena virou um grande "point" de encontro em Campo Grande. O local, inaugurado em dezembro de 2010, se tornou mais uma opção de lazer para a população da cidade.

Com 2,3 quilômetros de comprimento, a obra, que compreende dois bairros, Vila Planalto e Cabreúva, é freqüentada diariamente por casais, familiais, adolescentes e, principalmente, por amantes do esporte.

O espaço onde antes passava o trem, agora é ocupado por uma pista de caminhada e skate, ciclovia, playground e quadra de futsal. O sábado e o domingo são os dias de maior movimento. Um dos locais mais disputado é a pista de skate, que fica lotado.

Grupos de dança usam o local para ensaiar e depois mostrar o trabalho. Até novenas e encontros religiosos são realizados.

Por conta da obra, novos comércios foram abertos na região, como conveniências e bares. Até uma casa de prostituição foi aberta em frente da Orla recentemente, depois do movimento triplicar.

Todas as quintas-feiras, a feira do bairro Cabreúva, que antes era realizada na avenida Noroeste, vira atrativo na praça principal da Orla Morena.

Mas a atração do momento na Orla é o projeto "Movimente-se", que oferece gratuitamente aulas de alongamento, ginástica localizada e aeróbia, além de dança, treinamento em circuito e exercícios funcionais.

Segundo Sabrina Angioleri, professora de educação física responsável por ministrar as aulas no local, a Orla é um estimulo para a prática da atividade física. "Quem não pode pagar uma academia, tem aqui como uma opção", destacou a profissional.

O projeto reúne de criança, adultos e idosos. "Tem dia aqui que tem mais de 200 pessoas fazendo as aulas", afirmou a professora.

Para a dona de casa Tatiane Maganha, de 33 anos, que mora na rua Antônio Maria Coelho próximo da Orla Morena , o empreendimento mudou o perfil do bairro. "Aqui (Orla) já é um point. Ficou excelente para o pessoal fazer exercício", afirmou.

De acordo com ela, antes da obra, o local estava abandona e tomada pelo mato. "Eu mora há 25 anos nessa região. Sou da época de quando o trem ainda passava por aqui. Antes tinha muito mato e era até perigoso. Hoje, aqui ficou mais valorizado e mais bacana", disse a moradora.

O comerciante Jamil Charro, de 66 anos, comemora a transformação da região. "Moro aqui há 40 anos. Antes era passagem do trem, tinha mato, tinha rato e cobra. Malandros ficaram neste local. Agora as pessoas têm mais liberdade, tem um lugar para sair com a família. Isso aqui ficou muito bonito", ressaltou.

A médica Cristina Fleury, de 35 anos, diz que é freqüentadora assídua da Orla e que o espaço é uma ótima opção de lazer. "Aqui é excelente para relaxar, para respirar um ar puro. É melhor vir aqui do que ficar enfurnado dentro de casa", disse a médica que estava acompanhada da filha de um ano. "Ela adora vir passear aqui", disse a mãe toda orgulhosa da filha.

O jornalista José Carlos Marques, de 29 anos, mora em Jaciara, no Mato Grosso, e está passando férias em Campo Grande. Ele acredita que um espaço como este deveria ser implantada em todas as cidades do Brasil. "É um local muito bacana e de qualidade para a prática do esporte".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Sem acertos, Mega-sena acumula para R$ 170 mi
Geral
Heineken faz recall de garrafas que podem soltar lascas de vidro
Geral
Procon-MS realiza pesquisa para comparar preços de combustíveis
Geral
Vídeo - Colégio Militar de Campo Grande faz alerta sobre desafio da rasteira
Geral
Mega-Sena acumula e vai sortear R$ 120 milhões neste sábado
Geral
Estado e Município apostam na Nota Fiscal Premiada
Geral
Siqueira "justifica" crítica à PM
Geral
Em busca de informações sobre Bioceânica, asiáticos se reúnem com Marquinhos
Geral
Reinaldo e Toffoli falam sobre necessidade de forças federais na fronteira
Geral
Prefeitura covoca 34 candidatos aprovados em processo seletivo

Mais Lidas

Geral
Sem acertos, Mega-sena acumula para R$ 170 mi
Polícia
Homem com ciúmes corta pescoço da namorada com machete
Educação
Último dia para fazer a carteirinha de estudante digital
Polícia
Família procura por adolescente desaparecida há cinco dias