Menu
Busca segunda, 22 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Geral

Orla Morena vira ponto de encontro em Campo Grande

30 julho 2011 - 13h04Simão Nogueira/ Campo Grande News

Preparada para a prática de várias modalidades esportivas, a Orla Morena virou um grande "point" de encontro em Campo Grande. O local, inaugurado em dezembro de 2010, se tornou mais uma opção de lazer para a população da cidade.

Com 2,3 quilômetros de comprimento, a obra, que compreende dois bairros, Vila Planalto e Cabreúva, é freqüentada diariamente por casais, familiais, adolescentes e, principalmente, por amantes do esporte.

O espaço onde antes passava o trem, agora é ocupado por uma pista de caminhada e skate, ciclovia, playground e quadra de futsal. O sábado e o domingo são os dias de maior movimento. Um dos locais mais disputado é a pista de skate, que fica lotado.

Grupos de dança usam o local para ensaiar e depois mostrar o trabalho. Até novenas e encontros religiosos são realizados.

Por conta da obra, novos comércios foram abertos na região, como conveniências e bares. Até uma casa de prostituição foi aberta em frente da Orla recentemente, depois do movimento triplicar.

Todas as quintas-feiras, a feira do bairro Cabreúva, que antes era realizada na avenida Noroeste, vira atrativo na praça principal da Orla Morena.

Mas a atração do momento na Orla é o projeto "Movimente-se", que oferece gratuitamente aulas de alongamento, ginástica localizada e aeróbia, além de dança, treinamento em circuito e exercícios funcionais.

Segundo Sabrina Angioleri, professora de educação física responsável por ministrar as aulas no local, a Orla é um estimulo para a prática da atividade física. "Quem não pode pagar uma academia, tem aqui como uma opção", destacou a profissional.

O projeto reúne de criança, adultos e idosos. "Tem dia aqui que tem mais de 200 pessoas fazendo as aulas", afirmou a professora.

Para a dona de casa Tatiane Maganha, de 33 anos, que mora na rua Antônio Maria Coelho próximo da Orla Morena , o empreendimento mudou o perfil do bairro. "Aqui (Orla) já é um point. Ficou excelente para o pessoal fazer exercício", afirmou.

De acordo com ela, antes da obra, o local estava abandona e tomada pelo mato. "Eu mora há 25 anos nessa região. Sou da época de quando o trem ainda passava por aqui. Antes tinha muito mato e era até perigoso. Hoje, aqui ficou mais valorizado e mais bacana", disse a moradora.

O comerciante Jamil Charro, de 66 anos, comemora a transformação da região. "Moro aqui há 40 anos. Antes era passagem do trem, tinha mato, tinha rato e cobra. Malandros ficaram neste local. Agora as pessoas têm mais liberdade, tem um lugar para sair com a família. Isso aqui ficou muito bonito", ressaltou.

A médica Cristina Fleury, de 35 anos, diz que é freqüentadora assídua da Orla e que o espaço é uma ótima opção de lazer. "Aqui é excelente para relaxar, para respirar um ar puro. É melhor vir aqui do que ficar enfurnado dentro de casa", disse a médica que estava acompanhada da filha de um ano. "Ela adora vir passear aqui", disse a mãe toda orgulhosa da filha.

O jornalista José Carlos Marques, de 29 anos, mora em Jaciara, no Mato Grosso, e está passando férias em Campo Grande. Ele acredita que um espaço como este deveria ser implantada em todas as cidades do Brasil. "É um local muito bacana e de qualidade para a prática do esporte".

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Ex-estrela do programa Raul Gil comete suicídio
Cidade
Com suspeita de pneumonia, bebê é resgatado por helicóptero
Geral
Distritos de Jaraguari serão asfaltados nos próximos dias
Geral
Avianca cancela 50 voos em Campo Grande
Geral
TRE divulga gabarito do processo seletivo para estagiários de ensino médio
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira
Geral
Seminário em memória às vítimas de acidente de trabalho acontece nesta segunda, na capital
Geral
Canal eletrônico de ouvidoria da Agepan completa um ano
Geral
Status de área livre de aftosa sem vacinação é oportunidade estratégica para MS
Geral
Páscoa pode ser farta até para quem tem restrições alimentares

Mais Lidas

Polícia
Casal morre em acidente na MS-164
Polícia
Jovem morre afogado em piscina do Corumbaense Futebol Clube
Saúde
Ibuprofeno e cetoprofeno podem agravar infecções
Geral
Mega acumula e poderá pagar R$ 90 milhões na quarta-feira