Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Geral

Prazo para produtores aderirem ao Refis Rural termina nesta segunda

Medida garante descontos sobre débitos não inscritos em Divida Ativa

30 dezembro 2019 - 10h12Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

O prazo para produtores com prestações do crédito rural em atraso aderirem ao Programa de Regularização Tributária Rural, pedindo descontos em débitos não inscritos na Dívida Ativa da União, termina nesta segunda-feira (30).

Os procedimentos para adesão ao programa, também conhecido como Refis Rural, foram regulamentados por uma portaria editada pela  Advocacia-Geral da União (AGU), em setembro deste ano.

A lei que instituiu o programa foi publicada em janeiro de 2018 e já previa a possibilidade da AGU conceder descontos para a liquidação, até 30 de dezembro de 2019, de dívidas originárias de operações de crédito rural.

A medida, no entanto, se aplica apenas aos débitos que, além de não estarem inscritos na dívida ativa da União, tenham sido transferidos para o Tesouro Nacional e estejam sendo executados pela Procuradoria-Geral da União.

Eventuais descontos serão aplicados sobre o valor consolidado da ação de execução judicial, de forma progressiva, conforme o valor consolidado da dívida.

Quanto maior o débito, menor o desconto percentual sobre a faixa de endividamento. A redução começará em 95% para dívidas de até R$ 15 mil e cairá para 60% para débitos de mais de R$ 1 milhão. Paralelamente, haverá o desconto de um valor fixo, que aumentará conforme a faixa de endividamento. Débitos de até R$ 15 mil não terão desconto.

A redução sobe para R$ 750 para as dívidas entre R$ 15.001 e R$ 35 mil, aumentando progressivamente até chegar a R$ 142,5 mil para débitos acima de R$ 1 milhão.

Os pedidos de adesão aos benefícios deverão ser feitos pelo próprio devedor ou seu representante legal nos órgãos da Procuradoria-Geral da União ou no processo judicial que estiver em tramitação para cobrança da dívida.

A Portaria nº 471 editada pela AGU também regulamentou o recálculo do saldo devedor das operações de crédito rural contratadas com o extinto Banco Nacional de Crédito Cooperativo (BNCC), em execução pela AGU, que também não tenham sido inscritas na dívida ativa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Confira a agenda de lives para esta sexta-feira
Geral
CRMV-MS traz veterinários que atuaram em Brumadinho para ajudar no combate ao incêndio do pantanal
Geral
Covid-19: Consórcio Guaicurus reforça estudo que garante segurança no transporte
Geral
Fibra ótica interligará repartições municipais
Geral
AO VIVO - Arara recebe pintura completa, mas ainda falta sangue no Hemosul
Geral
Mega-sena acumula e apostadores concorrem a R$ 36 mi no sábado
Geral
Em pesquisa do Procon, Folha Verde é o hortifrúti com maiores preços
Geral
Estudante morre depois de procedimento estético em clínica clandestina
Geral
Aos 24 anos, morre repórter da Globo Kaio Amaral
Geral
Jovem morre após sofrer acidente de moto na "curva da morte"

Mais Lidas

Geral
Confira a agenda de lives para esta sexta-feira
Geral
CRMV-MS traz veterinários que atuaram em Brumadinho para ajudar no combate ao incêndio do pantanal
Cidade
Após 20 anos vivendo na irregularidade, 215 famílias de Bodoquena receberão título de propriedade
Justiça
Espaço de eventos indenizará em R$ 20 mil casal por falta de água durante casamento