Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Geral

Totem que ficou no meio de calçada para deficiente é retirado após pressão em rede social

08 maio 2012 - 11h11José Ricardo Marconato

A Prefeitura de Campo Grande (MS) retirou ontem totem construído numa passagem para travessia adaptada para deficientes físicos.

A obra foi inaugurada em fevereiro pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) e a pilastra tinha emblemas da prefeitura e do governo federal.

Após protestos nas redes sociais, a prefeitura mandou retirar o obstáculo.

A imagem do totem foi publicada na internet pelo professor José Ricardo Marconato. Em menos de 15 horas, mais de mil pessoas publicaram a foto. Na internet, a prefeitura disse que a empresa que fez a obra foi notificada e publicou foto do local sem o totem.

Segundo a prefeitura, a Equipe Engenharia bancou os custos da retirada e informou ter demitido o funcionário que fez o serviço. A reportagem procurou a empresa, sem sucesso.

Via Folha

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Você tem alguma história de terror real legal para contar? Mande para o JD1 Notícias
Geral
Trecho da Rui Barbosa será interditado durante uma semana
Geral
Shoppings da Capital se unem à CDL para ajudar famílias afetadas pelo temporal
Geral
Para custear exame de filho com DMD, mãe faz barras de chocolate para vender
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge
Geral
Procon-MS e Detran notificam autoescolas por práticas contra clientes
Geral
Governo muda data da prova de seleção de estagiários
Geral
Para não cuidar de idoso, família procura filhos do primeiro casamento em MS
Geral
Com pandemia, religiosos evangelizam até por ligação

Mais Lidas

Polícia
Homem pula o muro e flagra a ex-mulher com outro e transtornado agride ela e tranca os dois
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Geral
Com oito filhos, mãe anuncia gravidez de gêmeos e dispara: 'queremos mais'
Geral
Pastor embolsa R$ 30 milhões da Igreja Universal e foge