Menu
Menu
Busca quarta, 24 de abril de 2024
TJMS Abril24
Internacional

Caminhão da ONU com alimentos foi atacado por Israel na faixa de Gaza, mostra documento

Conforme a Organização das Nações Unidas, 300 mil pessoas ainda vivem no norte de Gaza e quase 20% em situação de desnutrição

21 fevereiro 2024 - 10h53Sarah Chaves, com informações da CNN

De acordo com documentos compartilhados exclusivamente pela ONU, as Forças de Defesa de Israel (FDI) dispararam contra um comboio da Organização das Nações Unidas que transportava suprimentos alimentares vitais no centro da Faixa de Gaza em 5 de fevereiro, antes de impedirem que os caminhões avançassem para a parte norte do território, conforme análise própria da CNN.

Uma correspondência entre a ONU e os militares israleneses mostram que a rota do comboio foi acordada por ambas as partes antes do ataque.

De acordo com um relatório de incidente interno compilado pela agência das Nações Unidas para refugiados palestinos (UNRWA), a principal agência de ajuda humanitária da ONU em Gaza, o caminhão era um dos dez num comboio parado em ponto de detenção das FDI quando foi alvejado.

Ninguém no comboio ficou ferido, mas grande parte do seu conteúdo – principalmente farinha de trigo necessária para fazer pão – foi destruído.

Os caminhões de ajuda humnitária para mais de 2 milhões de habitantes de Gaza – tem quase 85% da frota deslocadas internamente – no meio do bombardeamento de quase cinco meses de Israel na Faixa de Gaza

"É um dos vários incidentes em que comboios de ajuda, bem como armazéns que armazenam ajuda, foram atingidos desde o início da guerra", disse Juliette Touma, porta-voz da UNRWA, à CNN.

Israel lançou o seu bombardeamento e invasão terrestre da Faixa de Gaza após o ataque terrorista do Hamas em 7 de outubro, no qual pelo menos 1.200 pessoas foram mortas e mais de 250 outras feitas reféns. Mais de 29.000 pessoas foram mortas em ataques israelenses na faixa, de acordo com dados recentes do Ministério da Saúde de Gaza.

Na sequência do ataque de 5 de fevereiro, a UNRWA decidiu parar de enviar comboios para o norte de Gaza. A última vez que a agência conseguiu entregar alimentos a norte de Wadi Gaza – uma faixa de zonas húmidas que corta o enclave ao meio – foi em 23 de Janeiro.

A ONU estima que 300 mil pessoas ainda vivem no norte de Gaza, com  pouca assistência. A desnutrição aguda já foi identificada em 16,2% das crianças locais, acima do limite considerado crítico, segundo a ONU.

 

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Internacional
Brasil e mais 16 países assinam declaração para libertar reféns do Hamas
Manifestações pró-Palestina
Internacional
Universidades dos EUA são palco de manifestações pró-Palestina
Câmara dos EUA aprova lei que pode banir o TikTok no país
Internacional
Câmara dos EUA aprova lei que pode banir o TikTok no país
Aharon Haliva
Internacional
Após ataque do Hamas em 2023, chefe do serviço secreto israelense pede demissão
Faixa de Gaza
Internacional
Presidente da Turquia discute cessar-fogo com chefe do Hamas
Juan Pedro Aleart
Internacional
Jornalista revela em rede nacional ter sido abusado sexualmente pelo pai
Dia da Maconha
Internacional
EUA comemora o Dia da Maconha
Homem põe fogo no próprio corpo em frente à tribunal onde Trump é julgado nos EUA
Internacional
Homem põe fogo no próprio corpo em frente à tribunal onde Trump é julgado nos EUA
Argentina deseja ser parceira da OTAN
Internacional
Argentina envia pedido para se tornar parceira da OTAN
Pedaço da Estação Espacial cai em casa nos EUA
Internacional
Pedaço da Estação Espacial cai em casa nos EUA

Mais Lidas

AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Polícia
AGORA: Capitão do Batalhão de Choque morre na Capital
Piscineiro tem convulsão, cai em piscina e morre afogado
Polícia
Piscineiro tem convulsão, cai em piscina e morre afogado
 Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) -
Justiça
MPMS investiga fraude em concurso da prefeitura de Sonora e recomenda suspensão
Encontrada em posição de cruz, garota de programa teria sido morta por ser 'impura'
Polícia
Encontrada em posição de cruz, garota de programa teria sido morta por ser 'impura'