Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Internacional

Discussões sobre a Bioceânica avançam

Autoridades internacionais se reunirão nesta semana em Campo Grande

22 agosto 2019 - 17h51Joilson Francelino, com informações da assessoria

Autoridades do Brasil, Paraguai, Argentina e Chile se reuniram em Campo Grande nesta semana para discutir os avanços do projeto do Corredor Rodoviário Bioceânico. O encontro foi realizado no Hotel Deville.

O governador Reinaldo Azambuja destacou a criação de condições de integração não só comercial. “O nosso papel aqui é organizar uma lógica para o Corredor Bioceânico que inclua questões turísticas, culturais e comerciais. Assim vamos criar mais competitividade para a rota”, afirmou.

A reunião contou também com o ministro das Relações Exteriores do Brasil, o embaixador Ernesto Araújo que reafirmou o apoio do Governo Federal ao projeto da Rota Bioceânica. “Mais do que unir os dois oceanos, o Corredor será motor de integração da América do Sul, promovendo a integração em escala regional e nacional, contribuindo para o desenvolvimento conjunto”, disse.

Segundo o coordenador do Corredor Bioceânico no Brasil, ministro João Carlos Parkinson de Castro, uma marca turística será lançada para fortalecer o percurso. “Identificamos também a necessidade do mapeamento dos principais pontos turísticos ao longo da rota”, disse. Futuramente, o grupo quer lançar um observatório de turismo para o trecho.

As discussões sobre os projetos do Corredor Rodoviário Bioceânico, que liga o porto de Santos (SP) aos portos do Chile, avançaram ainda em projetos de integração das aduaneiras dos quatro países. “É fundamental que o Corredor se beneficie com um tratamento especial para contar com agilidade nos trâmites aduaneiros”, falou Parkinson.

Da Ásia aos EUA

O Corredor Rodoviário Bioceânico vai encurtar em até 14 dias o tempo de viagem das exportações do Centro-Oeste do Brasil até a Ásia, principal mercado consumidor das vendas de Mato Grosso do Sul.

Com a Rota, a produção sul-mato-grossense, que atualmente deixa o País pelos portos de Santos e Paranaguá (PR), será exportada pelos portos chilenos. A economia prevista é de US$ 760 por contêiner, conforme estudo apresentado pelo senador Nelson Trad Filho.

Segundo o parlamentar, que preside a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal, o Corredor também aproxima os Estados Unidos dos países da América do Sul. Para ele, é mais uma alternativa para “incentivar o desenvolvimento da economia local”.

Também participaram da Reunião do Corredor Bioceânico os secretários estaduais Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Pedro Chaves (Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos do Governo de Mato Grosso do Sul no Distrito Federal); a senadora Soraya Thronicke; os deputados federais Beto Pereira e Luiz Ovando; o diretor da Itaipu Binacional, Carlos Marun; e o diretor-presidente da Fundação Estadual de Turismo de MS (Fundtur), Bruno Wendling, além de demais autoridades brasileiras, paraguaias, argentinas e chilenas.

 

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Presidente autoproclamada disse que em breve Bolívia terá eleições
Internacional
Protestos fazem estudantes deixarem universidade em Hong Kong
Internacional
Atentado deixa 14 mortos e 33 feridos
Internacional
Estudo conclui que lítio pode reverter malefícios da radiação
Internacional
Cachorro nasce com rabo na testa
Internacional
Nos Estados Unidos, iniciam-se audiências sobre impeachment de Trump
Internacional
Evo Morales pretende voltar a Bolívia se a população pedir
Internacional
Brasil quer estreitar parceria com Índia
Internacional
Devido a maré alta, Veneza sofre pior inundação em 50 anos
Internacional
Brasil reconhece Jeanine Áñez como presidente da Bolívia

Mais Lidas

Polícia
Jovem motociclista morre ao colidir com camionete na BR-060
Esportes
Após acidente, morre Tuka Rocha ex-piloto da Stock Car
Polícia
Família foi presa por transportar 56 quilos de droga
Polícia
Enteado agride padrasto no bairro Aero Rancho