Menu
Menu
Busca quarta, 28 de fevereiro de 2024
Internacional

OMS irá enviar suprimentos médicos para Ucrânia

Primeira remessa será enviada nesta quinta-feira

02 março 2022 - 18h57Pedro Molina, com informação da Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) enviará nesta quinta-feira (3), de sua sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a primeira remessa de suprimentos médicos à Ucrânia desde o início da invasão russa.

Serão enviados insumos, medicamentos e equipamentos para cirurgias e emergências.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (2), os diretores da OMS defenderam que a Rússia e a Ucrânia garantam corredores para a circulação dos suprimentos médicos.

“É necessário garantir um corredor para que nossos trabalhadores e fornecedores tenham acesso seguro e contínuo às pessoas necessitadas. Agora que estamos enviando suprimentos, entramos em contato com autoridades para que tenhamos acesso”, disse Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Internacional
Navio atraca e brasileiros deixam "cruzeiro da cólera" na África
Saúde
Peru vai declarar emergência sanitária por aumento de casos de dengue
Internacional
Mais de 3 mil pessoas ficam presas em "cruzeiro da cólera" após surto da doença
Internacional
Alemanha legaliza o uso recreativo da maconha
Internacional
Canção israelense abre polêmica em festival internacional
Internacional
JD1TV: Após briga, trio acaba expulso de voo na Espanha
Internacional
Caminhão da ONU com alimentos foi atacado por Israel na faixa de Gaza, mostra documento
Internacional
Mais da metade da população da Argentina está abaixo da linha pobreza, diz estudo
Política
Em Haia, Brasil condena ocupação de território na Faixa de Gaza por Israel
Internacional
"Ordem de Lula é que não haja retratação", dizem fontes

Mais Lidas

Vídeos
Vídeo: Travesti bate em jovem e tribunal a pune
Justiça
Ex-secretários de saúde de Glória de Dourados são condenados pelo TCE-MS
Geral
Mulher de 33 anos morre após se queimar fritando ovo em casa
Justiça
Camila Jara enfrenta batalha jurídica no TRE