Menu
Busca domingo, 22 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Tjms Maio22
Internacional

Papa Bento XVI admite ter dado informação falsa em caso de abuso

Casos de abusos que ocorreram entre 1977 e 1982 voltaram a ser assunto após divulgação de um relatório

24 janeiro 2022 - 15h09Pedro Molina

O papa emérito Bento XVI reconheceu nesta segunda-feira (24) que ele deu informações erradas para investigadores alemães sobre sua presença em uma reunião em 1980, época cujo ele era arcebispo de Munique, sobre um caso de abuso sexual infantil envolvendo um padre.

Bento disse que as declarações falsas não foram dadas "com má intenção", e disse estar "muito arrependido" de seu erro e que espera poder ser perdoado. Ele finalizou sua fala dizendo que daria uma explicação mais completa para o seu erro em um momento futuro.

”Ele está lendo com atenção as declarações, que o enchem de vergonha e dor pelo sofrimento infligido às vítimas”, disse o arcebispo Georg Ganswein, secretário pessoal do papa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Brincar com "carequinha" de funcionário pode ser assédio sexual, diz justiça
Internacional
Presidente da Comissão Europeia diz que Rússia é ameaça à ordem mundial
Internacional
Idoso que matou a esposa é encontrado morto ao lado de cova rasa
Internacional
Avião da Força Aérea cai e deixa três pessoas feridas
Polícia
Polícia suíça apreende 500 quilos de cocaína vindos do Brasil em fábrica da Nespresso
Internacional
Hotel explode e mata quatro em Havana
Internacional
Diretor-geral da OMS lança apelo a favor do direito ao aborto
Internacional
Miss de 16 anos teria tirado a própria vida, diz a família a site
Internacional
Rússia nega que irá declarar guerra oficial contra a Ucrânia
Internacional
Miss de 16 anos morre em acidente de carro após sair de festa com amigos

Mais Lidas

Polícia
Assassinato de jovem no Aero Rancho pode ter sido motivado por vingança
Polícia
JD1TV: Jovem de 21 anos é morto a tiros no Aero Rancho
Geral
O drama de Delinha
Polícia
Motociclista que morreu após acidente na Joaquim Murtinho não tinha CNH