Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Justiça

Consórcio Guaicurus e sindicato veem ilegalidades em protesto de trabalhadores

Os órgãos acionaram o MPT devido a paralisação temporária ocorrida na última segunda (20)

21 julho 2020 - 14h32Flávio Veras

O Consórcio Guaicurus encaminhou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) uma representação cobrando providências do órgão sobre supostas irregularidades no protesto realizado pelos trabalhadores do setor na última segunda-feira (20), em Campo Grande. A ação foi protocolada por meio do Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo Urbano de Passageiros do Estado de Mato Grosso do Sul (Setur).

A assembleia, realizada pelos motoristas, pegou os moradores da capital de surpresa deixando-os sem circular até às 7h. A principal reivindicação, que motivou a assembleia de, foi a lei 6.481, sancionada pelo prefeito Marquinhos Trad, que trata da alteração dos itens do Sistema Municipal de Transporte e permite também, a aplicação de multa por eventual descumprimento de regras pelo Consórcio Guaicurus.

Em nota o Consórcio explicou que “a manifestação se deu em virtude da ilegalidade do movimento e ainda por conta dos transtornos causados às empresas do setor, população em geral e em específico aos trabalhadores no sistema da Saúde Pública, principalmente em face do momento bastante crítico decorrente da pandemia do novo coronavírus”.

Em conversa ontem com o JD1, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo (STTCU), Demétrio Freitas, revelou que até o momento a categoria não recebeu nenhum comunicado da prefeitura e afirmou que caso algum motorista seja multado por conta da lei 6.481, os motoristas entrarão em greve.

“Se caso o prefeito não rever isso aí (lei 6.481) e começar a aplicar as multas, a primeira multa que chegar aqui, aí sim nós vamos fazer uma paralisação, aí sim vai ser uma greve”, informou Demétrio.

O presidente do STTCU revelou ainda que na assembleia realizada hoje, já foi obtida uma autorização para que greve ocorra, caso necessário. Ele ainda disse que se a greve acontecer, a população será avisada com antecedência.

Confira a denúncia na integra neste link.

 

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Atacadão pagará R$ 15 mil a cliente acusado de furtar tequila
Justiça
Paraguai não acha provas contra Ronaldinho e ex-jogador pode ser inocentado
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS
Justiça
AO VIVO: Audiência de “fechamento” termina sem acordo
Justiça
AO VIVO: Audiência do “fechamento”, o que pensam as partes?
Justiça
Juiz barra presença de vereador em reunião de conciliação
Justiça
Indústria terá assento em audiência amanhã sobre “fechamento” da capital
Justiça
Justiça: Drogasil terá que indenizar cliente por assédio de atendente
Justiça
Caso Prior: Delegada encerra inquérito de suposto estupro
Justiça
Suspeito de ajudar milícia, delegado Obara é solto pela Justiça

Mais Lidas

Geral
Auxílio emergencial: Caixa deposita hoje para nascidos em julho
Saúde
Saiba onde pediatras e clínicos atenderão na manhã na capital
Oportunidade
Funtrab tem vaga para arquivista, açougueiro, eletricista e outras
Política
Prefeitura republica decreto e antecipa “bico seco” para amanhã