Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Justiça

Nando e comparsa serão julgados na quarta-feira, pela morte de "Larissa"

Larissa foi morta em 2016; Nando a asfixiou enquanto Michel dava suporte

18 fevereiro 2019 - 15h15Da redação

Apontados como autores de mortes no bairro Danúbio Azul, Luiz Alves Martins Filho, o “Nando”, 49 anos, e seu comparsa, Michel Henrique Vilela Vieira, 23 anos, serão julgados na próxima quarta-feira (20), pela morte de Jhennifer Luana Lopes, a "Larissa".

"Larissa" foi morta em 2016, quando tinha 16 anos. Na ação que tramita na 2ª Vara do Tribunal do Juri, a vítima foi assassinada e o corpo enterrado no Jardim Veraneio, região do bairro onde as vítimas residiam. De acordo com o inquérito policial, “Nando” convenceu a vítima a entrar em seu veículo para juntos fazerem “uns corres”. Em dado momento, ele obteve a confissão da vítima sobre furtos praticados em sua residência, o que, segundo ele, o motivou a matar a adolescente.

Nando confessou que a enforcou com uma correia utilizada em máquina de lavar roupa e em seguida a asfixiou, enquanto Michel continha os movimentos da adolescente e vigiava o local para garantir a conclusão do crime.

Os dois serão julgados pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, asfixia, dissimulação e meios que dificultam a defesa da vítima.

Condenados

"Nando" já acumula condenações pelos julgamentos já ocorridos, que somam mais de 36 anos de prisão. O caso de "Nando" ainda sofrerá mais de 45 desdobramento, o que pode aumentar ainda mais a condenação. Michel foi condenado em setembro do ano passado a 13 anos e um mês de prisão.

Relembre o caso

Luiz Alves Martins Filho, o "Nando", passou quatro anos cometendo homicídios e explorando sexualmente as vítimas, sem ser denunciado. Segundo a polícia, ele enforcava ou estrangulava as vítimas porque não gostava de ver sangue e depois as enterrava de cabeça para baixo na região do jardim Veraneio. Ele visitava com frequência o que tinha como “cemitério particular”.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Sob ameaça de greve, TJ decide que escolas devem abrir com parte de efetivo
Justiça
Depois de ofender Reinaldo, internauta é condenado
Justiça
STF derruba foro privilegiado de autoridades estaduais do Maranhão
Justiça
Juíza Jacqueline representa MS em encontro sobre as mulheres
Justiça
Justiça absolve Nelsinho no caso Omep - Seleta
Justiça
Audiência deve "abrir espaço para cobrança mais justa", diz Anoreg
Justiça
TSE arquiva investigação contra Haddad
Justiça
TJ-MS debate nova tabela de emolumentos
Justiça
Temer deve se apresentar a PF nesta quinta-feira
Justiça
OAB/MS quer mais faixas de cobrança nos cartórios

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes