Menu
Busca segunda, 28 de novembro de 2022
(67) 99647-9098
Polícia

Amante 'traída' perseguiu a outra após esfaquear candidato em prédio de luxo

Ela se apresentou na DEPAC Centro usando o vestido do momento da confusão, com respingos de sangue do 'ex'

26 setembro 2022 - 17h39Brenda Assis e Vinicius Costa

Daisa Silva Garcia, de 29 anos, amante 'oficial' e doublé de esposa do candidato a deputado federal Saulo Batista, de 40 anos, do Republicanos, na manhã de hoje (26) após pega-lo com outra e esfaquea-lo em um dos flats do casal do Residencial Vertigo, no bairro Jardim dos Estados, se apresentou a polícia. Ela chegou ainda a perseguir a outra com a faca.

Consta no boletim de ocorrência, que o casal vinha brigando muito desde o domingo e haviam se separado. Hoje, com livre acesso ao flat, ela entrou e encontrou o ‘ex’ na cama com a outra, uma mulher identificada apenas como Laila, os dois então voltaram a brigar, no entanto a confusão teria sido separada pela gerente do prédio.

Já em outro ambiente, Saulo e a amante (Daisa) discutiram novamente, porém desta vez, as testemunhas viram o momento em que o homem ficou ensanguentado. A vítima foi socorrida pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) com três facadas no tórax e encaminhado para a Santa Casa.

Durante a apuração inicial, as equipes encontraram com Laila, ainda dentro do prédio, escondida em um dos apartamentos. Ela relatou que estava com Saulo no andar de cima do apartamento, em determinado momento, teria escutado uma discussão e em seguida gritos de socorro, informando que Daisa teria esfaqueado a vítima. Com medo, ela saiu saído correndo, sendo perseguida pela 'mulher traída' e recebendo ameaças de morte.

Laila apenas conseguiu fugir pois entrou dentro de um apartamento que estava em manutenção, ao lado do local do crime. Após isso, a acusada fugiu do prédio.

Ainda usando o vestido do momento do crime, com manchas de sangue Daisa se apresentou na delegacia na companhia advogada. Ela informou aos policiais que foi agredida por Saulo e Laila, que os dois teriam puxado seu cabelo, tentado lhe enforcar e para se defender, no calor do momento, pegou ‘algo’ sobre a mesa, passando a esfaquear a vítima. Ela confirmou ter perseguido Laila com a faca na mão, mas não falou a respeito da ameaça de morte.

Recusando atendimento na Santa Casa, o candidato se encaminhou até a delegacia, onde contou que estava apenas se defendendo das agressões de Daisa, por isso acabou deixando marcas vermelhas em seu braço. O homem alega ainda que os dois estavam separados.

A amante traída relatou que possui boletins de ocorrência contra Saulo e que também possui medida protetiva contra o mesmo, porém continuava em relacionamento com ele e nunca havia pedido a revogação da medida.

 

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher quase é estuprada enquanto dormia com os filhos pequenos
Polícia
Corpo é encontrado boiando em lagoa de Sidrolândia
Polícia
Jovem apanha do namorado após demorar no serviço em MS
Polícia
Idoso é preso após matar a neta de 10 anos com com óleo de motor em Aral Moreira
Polícia
Estado bate recorde de feminicídio
Polícia
Feminicídio em Anhanduí foi motivado por ciúmes e questões financeiras
Polícia
Enteada encontra padrasto esfaqueado em casa na Mata do Jacinto
Polícia
Feminicídio: Mulher é assassinada a facadas em Anhanduí
Polícia
Ladrão é amarrado ao tentar furtar roda de carro em posto de saúde da Capital
Polícia
Jovens são sequestrados, agredidos por grupo e deixados em área rural da Capital

Mais Lidas

Brasil
Criança morre e outra fica ferida após brincadeira com fogos de artifício
Polícia
PM apreende mulher e jovem por tráfico de drogas
Brasil
Mulher relata assédio sofrido durante sessão de tatuagem
Internacional
Americana é proibida de assistir à execução de seu próprio pai