Menu
Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2024
Secovi
Polícia

Após ameaça de massacre em escola da Capital, policiamento é intensificado

Equipes da Ronda Escolar da Polícia Militar fazem o acompanhamento em 122 instituições de ensino para evitar ataques

05 abril 2023 - 17h21Brenda Assis     atualizado em 05/04/2023 às 19h27

Após mais uma escola receber ameaça de massacre em Campo Grande, equipes da Ronda Escolar da Polícia Militar reforçaram o policiamento nos arredores da EE Blanche dos Santos Pereira, localizada no bairro Tijuca. Pela manhã, a mochila dos alunos foi revistada pelos militares.

O subtenente Armindo Santa Cruz, coordenador operacional da Ronda Escolar, explicou ao JD1 Notícias que por sorte a ação rápida das equipes pode evitar que a ameaça se tornasse real. “Foi feito um protocolo de atendimento conforme a demanda que teve aquela escola. Ali revistamos as mochilas e nenhum armamento foi encontrado. A intenção era além de gerar uma segurança para os pais e para a escola”.

Após as vistorias feitas pela manhã, uma viatura foi designada para ficar na escola durante o dia reforçando o policiamento, dando uma ‘atenção redobrada’ a situação.

“Pessoas e veículos suspeitos são abordados pela equipe durante o protocolo de medida preventiva. Além do Blanche, todas as escolas de Campo Grande, que se sintam intimidadas ou tenham sido ameaçadas serão monitoradas”, explica.

Criado em 2017, o serviço da Ronda Escolar inclui ainda a aplicação de palestra nas escolas monitoras, para auxiliar os profissionais a lidar com casos como os que vêm acontecendo – ameaça de massacre.

“Estamos atendendo 122 escolas municipais e estaduais, para evitar que esse tipo de situação aconteça em Campo Grande. Até porque a pessoa mal intencionada nunca diz quando vai agir então nada mais efetivo que a presença do policiamento atendendo a demanda das instituições de ensino”, finaliza o subtenente.

A reportagem procurou a SED (Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul), mas até a publicação desta matéria não obteve resposta. O espaço segue aberto.

Massacre – Escolas de Mato Grosso do Sul vem sendo alvo de ameaças nessa ‘onda’ de ataques que vem acontecendo contra instituições de ensino no Brasil.

Na última semana, uma escola do bairro Moreninha teve um banheiro ‘pichado’ com a inscrição: ‘Chacina [data que aconteceria o ataque]. Aqui nessa escola, no 8° f”. Hoje, foi a vez da escola Blanche dos Santos ser o alvo, com uma forma parecida de ameaça.

Porém, estas ações não se limitam ao estado de Mato Grosso do Sul, na manhã desta quarta-feira (5) quatro crianças morreram após uma creche ser atacada em Blumenau, cidade de Santa Catariana.

Em março, um adolescente de 13 anos matou uma professora e deixou alguns amigos feridos durante um ataque a uma escola na Vila Sônia, zona oeste de São Paulo. 

 

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Domingos Brazão é acusado de ser um dos possíveis mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco
Polícia
Domingos Brazão tinha HD com informações de delações contra ele, diz PF
Presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande
Polícia
Mulher é detida após tentar entregar celular para irmão no Presídio da Máxima
Polícia Civil iniciou as investigações sobre o crime
Polícia
Jovem é esfaqueado em discussão por mulher e morre em hospital de Sidrolândia
Vítima foi atendida no UPA Coronel Antonino
Polícia
Pai é preso por esfaquear filha na orelha ao tentar repreendê-la no Danúbio Azul
Arma foi apreendida durante a ocorrência
Polícia
Odontologista é presa por tentar entrar armada em boate de Campo Grande
 UPA do Jardim Leblon
Polícia
Acusado de furto, homem é espancado por três suspeitos no Jardim Carioca
Projétil explode e homem fica ferido após tentar tirar pólvora em chácara de Ribas
Polícia
Projétil explode e homem fica ferido após tentar tirar pólvora em chácara de Ribas
Carro de Amalha poderia ser revendido na fronteira
Polícia
Como golpe não deu certo, carro de corretora seria vendido na fronteira
Fabiano já estava com um mandado de prisão em aberto
Polícia
Assassino de Amalha não pensava em fugir da Capital
Além do socorro, equipes da PMR (Polícia Militar Rodoviária) atenderam a ocorrência
Polícia
Motorista fica ferido após carreta carregada com açúcar sair da pista na MS-276

Mais Lidas

Amalha trabalhava como corretora de imóveis
Polícia
Corretora foi morta a pauladas por 'amigo' após não entrar em esquema de golpe
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Polícia
Amalha foi vítima de três sessões de espancamento antes de ser morta em Porto Seco
Amalha era corretora de imóveis
Polícia
AGORA: Choque prende um dos autores do assassinato da corretora Amalha Mariano
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Mulher é ameaçada de morte por agiota na Capital: 'vai pagar por bem ou por mal'