Menu
Menu
Busca quarta, 29 de maio de 2024
Secovi
Polícia

Hidrelétrica é multada em mais de R$ 100 mil pela morte de vários animais silvestres

Os bichinhos entravam no local para tomar água e não conseguiam sair

24 novembro 2022 - 16h24Brenda Assis     atualizado em 24/11/2022 às 16h43

Uma Pequena Central Hidrelétrica (PCH) instalada no córrego Indaiá, foi multada em mais de R$ 100 mil pela morte de animais silvestres na área onde são instaladas as turbinas. O flagrante aconteceu durante uma fiscalização da Polícia Militar Ambiental em Chapadão do Sul na tarde de quarta-feira (23).

Conforme as informações policiais, a equipe verificou que os bichos adentravam ao canal de derivação de água para as turbinas e não havia como sair, em razão da altura. Então, eles nadavam até não mais ter forças e morriam afogados próximos da casa de máquina, no dispositivo denominado "limpa grade".

Além de perceber que os animais caíam no local devido à falta de cercamento que os impedissem, a equipe percebeu que funcionários da empresa, simplesmente retiravam os mortos e lançavam na esteira, de onde eles caiam ao solo. No local foram encontradas várias carcaças de bichos de diversas espécies, alguns mortos recentemente se decompondo a céu aberto, ocasionando forte odor.

A empresa foi autuada administrativamente e multada em R$105.500,00 pela morte dos animais silvestres constantes na lista de extinção e por deixar de cumprir condicionante. O gerente da empresa foi notificado a tomar providências de melhorias mitigação da cerca de isolamento para que os animais não adentrem ao canal.

Além da multa, tanto a pessoa jurídica e as pessoas físicas responsáveis, responderão pelos crimes ambientais previstos na Lei de Crimes Ambientais, de funcionar atividade potencialmente poluidora, em desacordo com a licença obtida, com pena prevista de um a seis meses de detenção, com base no artigo 60 e, também, com base no artigo 68, que dispõem que o seguinte: "deixar, aquele que tiver o dever legal ou contratual de fazê-lo, de cumprir obrigação de relevante interesse ambiental", cuja pena pode chegar a detenção, de um a três anos, e multa.

Reportar Erro
Assembleia - Maio24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pedro foi assassinado a facada
Polícia
Cunhada que matou rapaz com golpe de faca certeiro é presa em Campo Grande
Imagem Ilustrativa
Polícia
Jovem é preso tentando furtar o 5° carro usando um pedaço de garfo na UFMS
Juma foi morta na varanda de casa
Polícia
Homem é procurado por matar cadela com tiro na cabeça em Anastácio
Diante da 'viagem' que precisaram fazer, de aproximadamente 480km contado ida e volta, a operação de resgate durou 11h
Polícia
Peão cai de cavalo e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros no Pantanal
Homem que estuprou a filha de 3 anos é preso em Jardim
Polícia
Homem que estuprou a filha de 3 anos é preso em Jardim
Imagem Ilustrativa
Polícia
Homem é esfaqueado durante roubo em ponto de ônibus em Corumbá
Braço da criança com hematoma
Polícia
Cuidadora de escola infantil é demitida após morder braço de criança de 3 anos
Estupradores presos pelo Choque tinham como 'alvo' crianças entre 5 e 13 anos
Polícia
Estupradores presos pelo Choque tinham como 'alvo' crianças entre 5 e 13 anos
O caso foi registrado na Depac Cepol em Campo Grande
Polícia
Será que é chifruda? Mulher bate na vizinha por conversar com seu marido no Lageado
Desesperado para achar sua cachorrinha, homem perde R$ 1 mil ao cair em golpe na Capital
Polícia
Desesperado para achar sua cachorrinha, homem perde R$ 1 mil ao cair em golpe na Capital

Mais Lidas

Waldeli dos Santos Rosa -
Política
Ex-prefeito é condenado por espalhar "Deep Fake" em Costa Rica
Vítima morreu ainda no local
Polícia
Homem é morto a tiros após jogar salgado em dono de lanchonete
Campo Grande amanhece encoberta de névoa
Clima
Campo Grande amanhece com neblina e frio ganha novo aliado nesta segunda
Delegadas Elaine Benicasa e Analu Lacerda deram detalhes sobre o crime de Amalha Mariano
Polícia
Nova versão: Caminhoneiro matou corretora após discussão em caso extraconjugal