Menu
Menu
Busca terça, 25 de junho de 2024
TJMS - Jun24
Polícia

Moro sequestrado e liberação de Marcola faziam parte dos planos de facção, aponta PF

Operação descobriu plano contra autoridades e ao menos 35 mandados foram cumpridos em cinco estados, incluindo Mato Grosso do Sul

22 março 2023 - 12h40Vinicius Costa

Durante as investigações da Polícia Federal para desarticular o plano de ataques de uma facção criminosa contra agentes públicos, houve a descoberta que a princípio aconteceria a tentativa de sequestro contra o senador Sergio Moro (União Brasil) e o pedido de liberação de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola.

O chefe da facção criminosa, o PCC, saiu do presídio do interior de São Paulo e está cumprindo sua pena no presídio de Porto Velho, em Rondônia. A mudança aconteceu em julho de 2019 e ainda há reflexos por partes dos faccionados que não aceitaram a transferência.

Nesta quarta-feira (22), a Polícia Federal desarticulou o plano de uma organização criminosa que mirava atacar servidores públicos e autoridades do país, provocando homicídios e extorsões com sequestro em pelo menos cinco estados brasileiros.

A Operação Sequaz conta com 120 policiais que estão cumprindo 24 mandados de busca e apreensão, além de 7 mandados de prisão preventiva e quatro mandados de prisão temporária, sendo em Mato Grosso do Sul, Rondônia, São Paulo e Paraná. A ação também acontece no Distrito Federal.

Segundo informações publicadas pelo G1, a retaliação contra Moro era também pela alteração no regime de visitas em presídios. A principal ideia era sequestrar o senador e negociar uma possível liberação de Marcola.

Ainda conforme o site, pelo menos dez criminosos faziam 'a vigia' do político, e monitoravam não apenas ele, mas como sua família também. Moro alterou algumas portarias enquanto ministro da Justiça e Segurança Pública, mas deixou o cargo em 2020.

A investigação dos agentes ainda apontou que os alvos investigados alugaram chácaras, casas e até um escritório que era próximo ao endereço de Sergio Moro. A família do senador também teria sido monitorada por meses pela facção criminosa, apontam detalhes da operação.

Sérgio Moro usou suas redes sociais para falar sobre o plano de retaliação que era organizado contra ele e outras autoridades pelo Brasil. "Sobre os planos de retaliação do PCC contra minha pessoa, minha família e outros agentes públicos, farei um pronunciamento à tarde na tribuna do senado", afirmou.

Outro alvo do grupo era Lincoln Gakyia, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), de Presidente Prudente, interior de São Paulo, devido às investigações comandadas por ele.

Ainda de acordo com o G1, foram presos durante a operação: Janeferson Aparecido Mariano, Patrick Uelinton Salomão, Valter Lima Nascimento, Reginaldo Oliveira de Sousa, Sidney Rodrigo Aparecido Piovesan, Claudinei Gomes Carias, Herick da Silva Soares, Franklin da Silva Correa.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Idoso perde o controle e bate em poste depois de passar mal ao volante na Capital
Polícia
Idoso perde o controle e bate em poste depois de passar mal ao volante na Capital
Wagner chegou a pegar uma cadeira para se defender do ex-cunhado
Polícia
Após briga com advogado em academia, conduta de policial penal é investigada
Delegado da Polícia Federal Valdecy Urquiza
Polícia
Delegado da PF é o 1º brasileiro eleito para chefiar a Interpol
Foto: Maracaju Speed
Polícia
Motociclista morre após invadir preferencial e ser atingido por carro em Maracaju
Autores de pichações para o PCC são identificados e presos em Brasilândia
Polícia
Autores de pichações para o PCC são identificados e presos em Brasilândia
A vítima voltava para casa após comprar seu carro em Campo Grande quando o acidente aconteceu
Polícia
JD1TV: Motorista morre após bater de frente com caminhão boiadeiro na BR-262
Com várias passagens, o suspeito seria 'especialista' em cometer os crimes na frente de bancos da região
Polícia
Ladrão morre em confronto com a Polícia Civil na Capital
O homem está internado no Hospital da Vida
Polícia
Ladrão de moto foge, tenta atacar policiais e acaba sendo baleado em Dourados
Wagner chegou a pegar uma cadeira para se defender do ex-cunhado
Polícia
JD1TV: Após 'pau comer' em academia da Afonso Pena, advogado diz "temer pela vida"
Maria de Fátima e Saulo Tassio chegaram a ser detidos, mas foram liberados horas depois
Polícia
JD1TV: Moradores queriam 'dar lição' em casal que tentou sequestrar criança na Capital

Mais Lidas

JD1TV - Casal tenta sequestrar criança na Capital: 'ganharia muito dinheiro no exterior'
Polícia
JD1TV - Casal tenta sequestrar criança na Capital: 'ganharia muito dinheiro no exterior'
Cantor Diogo Nogueira
Cultura
MS Ao Vivo: Diogo Nogueira fará show gratuito na Capital no dia 14 de julho
Avelino Luz,  se jogou dentro do veículo pegando fogo
Polícia
Vídeo - Após ser traído, homem se joga em carro em chamas
"O Máskara" foi encaminhado ao hospital
Cidade
Personagem da Carreta da Alegria erra perfomance e cai da fachada de prédio