Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Polícia

Mulher faz anúncio da OLX e é presa por receptação

Anunciante vendia duas roçadeiras

08 novembro 2019 - 15h35Jônathas Padilha, com informações da assessoria

Os policias da 3ª Delegacia de Polícia Civil prenderam nessa quinta-feira (7) uma mulher que vendia duas roçadeiras roubadas por site de anúncios online.

Os investigadores apuravam um caso de roubo que aconteceu no conjunto Estrela D’alva, em agosto desse ano, quando acharam o anúncio no site de vendas OLX. 

A mulher, 30 anos, não teve sua identidade revelada, recebeu os policias em sua residência no bairro Mata do Jacinto. Ela relatou que comprou os produtos de um desconhecido que foi em sua loja de assistência técnica de celulares.

Segundo a anunciante, o desconhecido foi até sua loja oferecendo as roçadeiras por R$850,00, após muita insistência por parte dele, ela comprou os aparelhos por um celular de R$450,00 e mais R$200,00 em espécie.   

A mulher foi presa em flagrante e levada para a 3ªDP, onde pagou a fiança e foi solta para responder ao crime em liberdade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Esfaqueado pela esposa, homem se tranca no banheiro para sobreviver
Polícia
Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet
Polícia
Jovem tenta se matar, liga pra ex, é impedido e xinga policiais
Polícia
Idoso é espancado ao negar vender cigarros à 50 centavos
Polícia
Bandido invade UBS na madrugada levando botijão e liquidificador
Polícia
Homem é encontrado morto em fazenda de MS
Polícia
Após perseguição jovem é preso com drogas e diz ser do PCC
Polícia
Vídeo – Motoqueiro é socorrido após colidir com carreta
Polícia
Vídeo – carro pega fogo no meio da rua
Polícia
Servidor federal é preso utilizando viatura para traficar maconha

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro