Menu
Menu
Busca quinta, 13 de junho de 2024
Prefeitura Refis Junho24
Polícia

Operação Arnaque: Gaeco que cumpre 90 mandados em MS e mais 7 estados

Pelo menos 8 cidades sul-mato-grossenses estão inseridas nos mandado de busca e apreensão e prisão preventiva

05 julho 2023 - 11h25Luiz Vinicius

Cumprindo 39 mandados de prisão preventiva e 51 mandados de busca e apreensão, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou a Operação Arnaque em Mato Grosso do Sul e mais sete estados na manhã desta quarta-feira (5).

Os documentos foram expedidos pelo Juízo da 4ª Vara Criminal de Competência Residual da comarca de Campo Grande. No estado sul-mato-grossense, a operação concentra-se em Iguatemi, Naviraí, Paranhos, Tacuru, Sete Quedas, Eldorado, Anaurilândia e Chapadão do Sul.

Conforme a nota divulgada, a ação se estende para os estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná e Piauí.

As equipes percorrem os estados em etapa conclusiva da investigação que, no último mês, tornou réus todos os 39 alvos de mandados de prisão, dentre eles sete advogados, dois vereadores e dois servidores públicos, pela prática dos crimes de integrar organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica, falsificação de documento particular e uso de documento falso.

O trabalho investigativo identificou duas organizações criminosas lideradas por advogados responsáveis pela propositura de mais de 70 mil ações judiciais em todas as regiões do país, muitas delas consideradas temerárias pelo Poder Judiciário.

As organizações criminosas, mediante série de ardis, obtêm procurações de idosos, deficientes e indígenas para, ao final, ajuizarem múltiplas demandas em nome deles contra instituições financeiras, terminando cerca de 10% dos casos com procedência; quando não são feitos acordos em massa com instituições financeiras.

As investigações revelaram que os crimes, apesar de explorarem pessoas em grave situação de pobreza e vulnerabilidade social, permitiram que líderes das organizações criminosas movimentassem cerca de R$ 190 milhões em menos de cinco anos de atividade.

JD1 No Celular

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Iphones foram recuperados
Polícia
Jovem fica ferida após ser arrastada no chão durante assalto no Canguru
Jovem é assassinado com quatro tiros na frente de casa no Caiobá
Polícia
Jovem é assassinado com quatro tiros na frente de casa no Caiobá
Ronnie Lessa está no Presídio Federal de Campo Grande
Polícia
Transferência de Ronnie Lessa 'está em fase de finalização', diz Senappen
Operação Ferro Velho: GCM fiscalizou cinco estabelecimentos no centro da Capital
Polícia
Operação Ferro Velho: GCM fiscalizou cinco estabelecimentos no centro da Capital
Adolescente de 15 anos é preso por tentativa de homicídio e incêndio em Campo Grande
Polícia
Adolescente de 15 anos é preso por tentativa de homicídio e incêndio em Campo Grande
1ª Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana
Polícia
Acusado de roubar e agredir vítima com corrente é preso em Aquidauana
Annabel Greenhalgh
Polícia
Menina de 11 anos morre após médicos a mandarem para casa
Delegado Régis de Almeida, da 3ª Delegacia de Polícia Civil
Polícia
Morto em confronto no Taquaral Bosque tinha passagem por tentativa de feminicídio
'Só coincidência': Apartamento de Azambuja, invadido e furtado, não era alvo direto
Polícia
'Só coincidência': Apartamento de Azambuja, invadido e furtado, não era alvo direto
JD1TV AGORA: Traficante morre em confronto com a PM no Taquaral Bosque
Polícia
JD1TV AGORA: Traficante morre em confronto com a PM no Taquaral Bosque

Mais Lidas

Sexta-feira não será feriadão
Geral
Sexta-feira não será feriadão
Vereador Claudinho Serra
Justiça
Justiça bloqueia bens de 19 pessoas e 9 empresas na operação Tromper; veja lista
Rua 14 de Julho
Geral
Abre e fecha de Santo Antônio: Confira o que funciona na Capital no feriado
 O baterista Doug "Cosmo" Clifford (de chapéu), o baixista Stu Cook (de óculos), da formação original, e os músicos da banda Credence Crearwater Revisited
Geral
Creedence Clearwater é confirmado em novembro na Capital