Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Política

TSE divulga arrecadação dos candidatos à Presidência

O candidato com maior arrecadação, até o momento, é Geraldo Alckmin

15 setembro 2018 - 15h41Da redação com Agência Brasil

Neste sábado (15), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nova parcial da prestação de contas dos candidatos à Presidência da República.

Entre os candidatos, o com maior arrecadação, até o momento, foi Geraldo Alckmin (PSDB). O tucano levantou R$ 46,4 milhões. Do montante, R$ 46,26 milhões (97,8%) foram oriundos do Fundo Eleitoral. O financiamento coletivo do candidato representou 0,08% das verbas arrecadadas.

A segunda maior arrecadação foi a do candidato Henrique Meirelles (MDB), que declarou R$ 45 milhões em receitas até o momento. Todo o recurso veio de fontes próprias, ou seja, do próprio candidato.

A terceira maior declaração foi a do PT, cuja candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva foi substituída por Fernando Haddad. Foram movimentados R$ 20,6 milhões em receitas. A quase totalidade, R$ 20 milhões (97,1%), veio do Fundo Eleitoral. Por meio de financiamento coletivo foram arrecadados R$ 598 mil.

Ciro Gomes (PDT) vem na quarta posição, com R$ 16,1 milhões recebidos, todo do Fundo Eleitoral.
Marina Silva arrecadou R$ 7,2 milhões. Da soma de verbas, R$ 6,1 milhões vieram de doações do Fundo Eleitoral; R$ 260 mil foram de financiamento coletivo e o restante de 21 doadores.

Álvaro Dias (Podemos) declarou ter recebido R$ 5,2 milhões. Deste total, R$ 3,2 milhões (62,5%) foram oriundos do Fundo Eleitoral e 37,9% de doações diversas. A iniciativa de financiamento coletivo do candidato representou apenas 0,63% do total.

Guilherme Boulos (PSOL) recebeu até agora R$ 5,99 milhões, sendo R$ 5,97 milhões provenientes do Fundo Eleitoral. O restante foi arrecadado por meio de financiamento coletivo.

João Amoêdo (Novo) recebeu até o momento R$, 2,6 milhões. Deste total, R$ 1,2 milhão foi recebido do Fundo Eleitoral; R$ 308 mil de financiamento coletivo e o restante de doadores.
José Maria Eymael (PSDC) levantou R$ 849 mil do Fundo Eleitoral.

Jair Bolsonaro (PSL) arrecadou R$ 688,7 mil. Desse total, quase a metade foi proveniente do Fundo Eleitoral (R$ 334,75 mil). Outra parcela de R$ 332,8 mil foi obtida por meio de financiamento coletivo.

Vera Lúcia (PSTU) declarou receitas no valor de R$ 401 mil, praticamente toda oriunda do Fundo Eleitoral. A candidatura levantou apenas R$ 1,8 mil por meio de financiamento coletivo. 

João Goulart Filho (PPL) levantou R$ 231,8 mil, sendo R$ 230 mil do Fundo Eleitoral e o restante R$ 1,8 mil de financiamento coletivo.

Sesc Novo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Azambuja fala sobre reforma da Previdência no Globo News
Brasil
Para Guedes reforma da Previdência não pode ser menor que R$ 1 trilhão
Política
Vereadores votam quatro projetos na sessão de quinta-feira
Política
No STF, Azambuja discute Lei Kandir e repasses da União para os estados
Política
Bolsonaro entrega reforma da Previdência ao Congresso
Brasil
Suspensão de decreto sobre sigilo de documentos é aprovado pela Câmara
Política
Renato Câmara tem nome indicado para presidir o MDB-MS
Brasil
Nelsinho é o novo coordenador da bancada do MS no Congresso
Brasil
Campos Neto será sabatinado na próxima semana
Política
Orro propõe que leitura nos presídios diminua a pena dos custodiados de MS

Mais Lidas

Polícia
Depois de sair de festa, jovem morre ao capotar veículo no centro
Cidade
Evite ser multado, saiba onde estão os radares nas ruas da capital
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Cidade
Prefeitura convoca aprovados em processo seletivo para merendeiro