Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Política

Investigados pelo STF terão redes sociais e WhatsApp bloqueados

Sete pessoas foram investigadas por publicarem ofensas contra a Corte

16 abril 2019 - 14h33Priscilla Porangaba, com assessoria

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou o bloqueio de contas em redes sociais e do WhatsApp de sete pessoas investigadas por publicarem ofensas contra a Corte.

Os sete suspeitos foram alvos de busca e apreensão realizada pela Polícia Federal (PF) no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo nesta terça-feira (16).

Em decisão sigilosa, o magistrado disse que foram verificadas mensagens que tinham conteúdo de ódio e de subversão da ordem direcionadas ao STF.

A medida é resultado de uma investigação criada a pedido do presidente da Corte, ministro Dias Toffolli em março.

O objetivo inquérito, é apurar notícias falsas, denunciações caluniosas e ameaças que atingem a honorabilidade e a segurança do STF, de seus membros e familiares.

Uma das postagens foi publicada por um policial civil do estado de Goiás: “O nosso STF é bolivariano, todos alinhados com os narcotraficantes e corruptos do país. Vai ser a fórceps”.

Em outra mensagem, o policial disse: “O Peru fechou a corte suprema do país. Nós também podemos. Pressão total contra o STF”. O ministro chama a atenção para o fato de o homem andar armada, devido a profissão.

Em outro caso, o investigado disse nas redes sociais que o “STF soltou até traficante” e que “é desanimador o fato de tantos brasileiros ficarem alheios ao que a quadrilha STF vem fazendo contra a nação”. Segundo o ministro Alexandre de Moraes, essas publicações revelam uma “propaganda com o objetivo de alteração da ordem política e social”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Parecer da reforma da Previdência é bem recebido pelo mercado financeiro
Política
Nelsinho Trad é eleito presidente do PSD-MS
Política
“Governo é uma usina de crises", diz Rodrigo Maia
Política
Cabo Almi acredita em soltura de Lula e cancelamento da sentença
Política
Bolsonaro demitirá presidente dos Correios
Política
PSD discute planos para 2020 neste sábado
Política
Bolsonaro critica decisão do Senado de parar decreto de armas
Política
STF criminalizará homofobia como forma de racismo
Política
Santos Cruz cai e será substituído por outro general
Política
STF retoma julgamento sobre criminalização da homofobia e transfobia

Mais Lidas

Polícia
Durante encontro amoroso, homem é morto por ex-marido de mulher
Polícia
Ex-secretário morre em acidente na MS-157
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Educação
Extrato de pagamento do Bolsa Família terá alerta sobre trabalho infantil